Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.
Assembleia Legislativa do Estado do Paraná

Com expectativa de atender 11 mil pessoas por semana, os dois pontos de vacinação na cidade têm novo horário até 1° de abril

Desde ontem (22), a Prefeitura de Londrina, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), passou a atender os idosos com 70 anos ou mais para vacinação contra Covid-19. A medida cumpre nova determinação do Ministério da Saúde, para que sejam utilizadas todas as doses enviadas até o momento, sem reserva de estoque para a segunda aplicação.

Em Londrina, dentre os integrantes dos grupos prioritários cadastrados no Portal da Prefeitura, cerca de 18 mil possuem mais de 70 anos de idade. Para atender este público, a Saúde ampliará os horários de vacinação até o dia 1° de abril. A estimativa é atender, aproximadamente, 11 mil pessoas por semana.

O secretário municipal de Saúde, Felippe Machado, afirmou que as pessoas com cadastro validado já podem acessar o site da Prefeitura e reservar seu atendimento. “Essa decisão, feita conforme a nova orientação do Ministério para utilizar todas as vacinas enviadas, nos possibilita uma ampliação considerável do número de vacinados”, citou.

As doses contra Covid-19 estão sendo aplicadas em dois locais. Uma delas é a Unidade Básica de Saúde (UBS) do Jardim do Sol, que fica na rua Via Láctea, 877. Neste local, o atendimento será de segunda a sexta-feira, das 8h às 23h, com 420 vagas por dia. Para sábado, serão ofertadas 520 vagas no período das 8h às 21h.

O Centro de Imunização da Zona Norte, no prédio do Centro de Convivência do Idoso (CCI Norte), está localizado na rua Luiz Brugin, 570, esquina com a Saul Elkind. O novo horário de funcionamento será das 7h30 às 23h, de segunda a sexta-feira, com 1.200 vagas por dia. No sábado, o horário se mantém, com aumento para 1.500 vagas. E domingo, o Centro de Imunização abrirá 1.200 vagas, entre 8h30 e 20h.

Junto com idosos acima de 70 anos, a vacinação contra Covid-19 inclui ainda os profissionais e trabalhadores de saúde. Para agendar um horário é preciso pertencer a um desses grupos prioritários e ter o cadastro on-line validado pela SMS.

Vacinados com a primeira dose e que conferirem na carteira de vacinação que atingiram a data para receber a segunda dose também devem agendar seu horário, em um dos dois pontos de vacinação do município. “O atendimento de primeira e segunda dose é simultâneo. A diferença é que, no caso de segunda dose, é preciso levar, além do comprovante com QR Code  e documento de identidade, a carteira entregue na primeira aplicação”, frisou Machado.

Agendamento

Para agendar um horário é preciso acessar o site da Prefeitura de Londrina. Deve ser inserido o número do CPF da pessoa que irá receber a vacina. Em seguida é preciso se informar sobre a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais e clicar no campo em branco e dar o “continuar”.

Abrirá uma página onde a pessoa deve escolher um dos dois locais disponíveis para a vacinação (Centro de Imunização ou UBS do Jardim do Sol). Caso abra apenas um deles, significa que no outro não há mais horários disponíveis. Assim, deve-se preencher os dados cadastrais, como o nome completo, endereço e o CPF do interessado. Após conferir se todas as informações estão corretas e se o status abaixo dos dados está validado, o cidadão precisa clicar em “agendar”.

Assim, será exibido um calendário, no qual os dias com vagas em aberto estão destacados em negrito. Basta escolher um deles e, caso haja vaga, os horários aparecerão abaixo como, por exemplo, às 9h, 13h30 ou outro horário. Quando o dia estiver lotado, aparecerá a mensagem de que não há horário livre.

Após o agendamento, é preciso imprimir o comprovante com QR Code e levar no dia da vacinação para confirmar o dia e horário. Além dele, é preciso ter em mãos o documento de identidade oficial (RG ou carteira de identidade).

Vacinômetro

A Secretaria Municipal de Saúde divulgou, ontem (22), o balanço de pessoas vacinadas contra o novo Coronavírus em Londrina. Até o dia 21 de março, 40.476 pessoas receberam a primeira dose da vacina e, destas, 13.809 já tomaram a segunda. Esses números foram atualizados até às 23 horas de ontem (21).

Apenas no último fim de semana cerca de 2.800 pessoas receberam a vacina, que previne o contágio pelo vírus e casos graves da Covid-19.

NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios