Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Hackathon Health Tech 2018 acontece de 23 a 25 de novembro, na Santa Casa de Londrina

Londrina receberá uma nova edição do Hackathon Health Tech –  a maratona de desenvolvimento de inovações e tecnologias para a saúde – que será realizado na Santa Casa de Londrina, de 23 a 25 de novembro. As inscrições podem ser realizadas até sexta-feira (16/11) pelo site https://www.sympla.com.br/hackathon-health-tech-2018---londrina-pr__385530.

A proposta é desenvolver soluções práticas e aplicáveis com o uso da tecnologia, que atendam à temática da segurança do paciente. Podem participar profissionais e estudantes das áreas de tecnologia - 36 vagas (desenvolvedores de aplicativos, programadores, profissionais da tecnologia em geral, engenheiros, entre outros); negócios e empreendedorismo 12 vagas; e design, marketing e áreas afim - 12 vagas. As equipes devem conter no mínimo três e no máximo cinco participantes.

Para o superintendente da Irmandade Santa Casa de Londrina (Iscal), Fahd Haddad, as inovações e novas tecnologias são grandes aliados da saúde. “Temos muitos desafios no dia a dia e temos que utilizar a tecnologia e manter esse espírito, de busca de soluções que podem beneficiar a vida das pessoas”, comenta.

De acordo com a consultora do Sebrae PR, Simone Shavarski, o evento deve aproximar as demandas dos hospitais com novos projetos e negócios da saúde, que podem atender ao mercado. “O hackathon irá fazer a conexão das necessidades do setor com empreendedores e desenvolvedores. Por acontecer dentro de um hospital e com demandas muito fortes do setor, é importante não apenas para a cidade, mas as soluções podem atender também outros hospitais do país, pois as necessidades são comuns”, avalia.

O Hackathon Health Tech 2018 é uma iniciativa do Polo da Saúde de Londrina, em parceria com o Instituto de Inovação da Irmandade da Santa Casa de Londrina e o Sebrae. Conta ainda com o apoio do SALUS – Saúde Londrina União Setorial, Arranjo Produtivo Local de Tecnologia da Informação de Londrina e Região (APL de TI), Hacking Health (movimento global em prol da inovação em saúde), Redfoot – Comunidade de Startups de Londrina e Região, Arranjo Londrinense das Indústrias da Saúde (ALIS), além do patrocínio da MV.

Premiação

Os projetos classificados em primeiro, segundo e terceiro lugar receberão premiações em dinheiro, sendo R$ 5 mil, R$ 3 mil e R$ 2 mil respectivamente, além de premiações complementares, como consultorias para levar o projeto a diante.

Desafios 2018

O Hackathon Health Tech 2018 objetiva que os participantes apresentem soluções para os desafios da saúde com foco na segurança do paciente, levantados pela Irmandade da Santa Casa de Londrina em parceria com o Sebrae e SALUS, e que refletem a realidade grande parte dos hospitais no país. As soluções, portanto, devem atender aos desafios elencados, sendo eles: 1) Comunicação efetiva; 2) Redução do risco de infecções associadas ao cuidado em saúde; 3) Uso racional de Medicamentos. 4) Redução do risco de danos resultantes de lesões por pressão e quedas.

O detalhamento dos desafios, com as respectivas referências, pode ser acessado na página de inscrições do evento.

Continuidade dos projetos

Após o hackathon, a Santa Casa abrirá também um edital por meio do IEPI (Instituto de Ensino, Pesquisa e Inovação). Todos os projetos poderão participar do edital, que terá seus critérios de seleção divulgados em breve. Será o primeiro edital de projetos de inovação em saúde que será lançado pelo Instituto. “Queremos a partir deste edital acompanhar e contribuir com o desenvolvimento e evolução de projetos para que possam ser validados de uma forma mais ampla”, conclui o superintendente da Iscal, Fahd Haddad.

Asimp/ Hackathon Health Tech

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios