Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Nas três últimas semanas 170 novos casos da doença foram notificados

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) divulgou, ontem (13), o novo boletim com os números atualizados da dengue na cidade. Ao todo, desde janeiro, são 48.343 casos notificados da doença, sendo 23.237 confirmações, 5.852 descartes e 17.308, que estão em análise. Somente nas últimas três semanas foram notificados 170 novos casos.

A diretora de Vigilância em Saúde, Sônia Fernandes, ressalta que a dengue é uma doença que ainda preocupa.  “A epidemia não terminou em março. Muitas pessoas ficaram com medo de procurar um médico ou um serviço de saúde, em função do coronavírus. Hoje, por exemplo, já voltou a chover. Com certeza, a partir da próxima semana, teremos uma população de mosquitos bastante grande no município. O risco dos números crescerem é iminente”, frisou.

Ainda de acordo com a diretora, alguns casos da doença estão possuindo características de chikungunya – uma outra arbovirose também proliferada pelo mosquito Aedes aegypti. “Algo que nos preocupa é que há casos notificados, que estão entrando como suspeita de dengue, e possuem características de chikungunya. Os médicos também precisam se atentar a esta arbovirose. Podemos ter uma epidemia escondida da doença na cidade”, afirmou.

Para conter a proliferação do mosquito da dengue, portanto, medidas de prevenção devem continuar sendo tomadas. Vale ressaltar que devido à pandemia do novo coronavírus, os agentes de endemias estão proibidos de entrar dentro de residências para realizar vistorias, se limitando apenas a áreas externas. “É importante dizer que 90% dos focos dos criadouros do Aedes aegypti estão dentro das casas e apartamentos. Em função da COVID-19 os agentes de saúde estão fazendo vistorias apenas em áreas externas e somente em residências onde se encontram pessoas com idade inferior a 60 anos. Por isto é importante reforçar a necessidade de todos os cidadãos efetuarem as suas próprias inspeções sanitárias”, alertou Fernandes.

Disque-dengue

Qualquer pessoa pode fazer uma denúncia de imóveis ou áreas que contenham focos do mosquito, abrangendo terrenos baldios ou ambientes que possam facilitar a proliferação deste vetor. O contato está disponível pelo 0800-4001893, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.

NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios