Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Dia Nacional de Combate ao Fumo é comemorado no mês de agosto, com atividades educativas e de conscientização

Como parte das atividades relacionadas ao Dia Nacional de Combate ao Fumo, celebrado em 29 de agosto, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) realiza ações educativas sobre o tabagismo, por meio do Programa Saúde do Adulto. Nesta terça-feira (23), ocorre a oficina de Atualização em Abordagem Intensiva para o Tratamento do Fumante.

A oficina é exclusiva para servidores que já são capacitados no tema, como médicos, enfermeiros, psicólogos, farmacêuticos, educadores físicos, fisioterapeutas, entre outros. Estes profissionais atuam em Unidades Básicas de Saúde (UBSs) com atendimento ao usuário que deseja parar de fumar, através de abordagem em grupo ou individual.

As inscrições para o curso já estão encerradas, e a oficina será realizada em duas turmas, pela manhã e tarde, na central de salas do Centro de Ciências Biológicas (CCB), na Universidade Estadual de Londrina. Segundo a coordenadora do Programa Saúde do Adulto da SMS, Juliana de Oliveira Marques, o encontro irá relembrar tópicos importantes abordados no treinamento inicial. “Essa atualização irá reforçar informações essenciais como a formação dos grupos de apoio, como deve ser a abordagem, como funciona o tratamento, entre outros tópicos”, informou.

Ação nas escolas

O trabalho para combater o tabagismo também envolve ações educativas nas escolas. Cada UBS ficou responsável por selecionar uma unidade escolar de sua área de abrangência, para abordar o tema com pré-adolescentes e adolescentes e promover a conscientização. “O uso do narguilé cresceu muito nos últimos anos, em especial junto aos mais jovens. Isso se deve, principalmente, ao fato de eles acreditarem que o narguilé não é nocivo, sendo que, na verdade, ele é tão prejudicial quanto o cigarro”, contou Juliana.

Uma pesquisa divulgada pelo Ministério da Saúde, em 2015, apontou que mais de 212 mil brasileiros admitem o uso do narguilé. E dentre o número de pessoas que o utilizam diariamente, 63% possuem entre 18 e 29 anos, o que demonstra que os jovens são o principal grupo de usuários.

O educador físico do Núcleo de Apoio a Saúde da Família (NASF) na região sul, Adair dos Santos, irá a várias escolas conversar com os estudantes. Amanhã (23), pela manhã e tarde, ele visita o Colégio Estadual Paulo Freire, do jardim Piza, e na quinta-feira (25), é a vez Escola Estadual do Jardim Eldorado.

Durante as visitas, Santos afirmou que os alunos vão preencher um questionário anônimo, com o objetivo de quantificar o uso de narguilé e cigarro pelos adolescentes no Município. “Ao dimensionar o número de usuários nessa faixa etária, identificando também o número de fumantes passivos, podemos elaborar um trabalho mais específico no combate a esse vício, de preferência com intervenções que envolvam várias disciplinas da rede escolar”, explicou.

Para o educador físico, a conscientização dos pré-adolescentes e adolescentes é fundamental no combate ao tabagismo. “Faremos um bate-papo e, com base no que os estudantes conhecem sobre esses itens, vamos dar as informações corretas. Vamos explicar que o uso do narguilé por uma hora equivale a fumar cerca de 100 cigarros, por exemplo. E reforçar que, por mais que o uso dele estimule a socialização, é importante considerar se isso compensa todos os malefícios, como câncer de boca, pulmão, esôfago, os problemas respiratórios, entre outros”, citou.

De acordo com Santos, o trabalho das equipes do NASF nas ações intensivas de combate ao tabagismo teve início na semana passada, e deve prosseguir até a próxima semana. “A nossa atuação vai atingir todas as regiões da cidade, levando informação às escolas e também a algumas empresas”, disse.

NC/PML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios