Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

O objetivo é sensibilizar a população em relação ao Alzheimer; programação inclui atividades, como rodas de conversa, palestras, workshops e mesas-redondas voltadas para cuidadores

Será aberta hoje, 03, às 14h30, a Campanha do Setembro Lilás. A solenidade será na Câmara dos Vereadores, localizada na rua Governador Parigot de Souza, 145. A ação busca sensibilizar a população em relação ao Alzheimer, incentivar a busca pelo diagnóstico precoce e defender os direitos e qualidade de vida dos doentes.  Em Londrina, a campanha é uma iniciativa da Prefeitura de Londrina, por meio da Secretaria do Idoso, com apoio da Secretaria de Saúde e Instituto Não Me Esqueças.

Segundo a secretária do Idoso, Andrea Ramondini Danelon, a campanha de conscientização sobre o Alzheimer é muito importante, devido ao envelhecimento da população há muitas pessoas diagnosticadas. “Quando nós falamos e nos importamos com essas causas, a gente inspira outras pessoas a se envolverem e começam a fazer outras ações”, frisou.

Programação

Dentro do Setembro Lilás, serão realizadas diversas atividades, como rodas de conversa, palestras, workshops e mesas-redondas voltadas para cuidadores, familiares e para a população em geral, mostrando maneiras de se prevenir e cuidar quanto ao Alzheimer. Todas as ações e informações podem ser conferidas aqui. A programação também integra o “MoviMENTE-se pela Memória”, atividade que estimula a parte cognitiva por meio de atividades físicas e de memória, mais informações podem ser obtidas no site da iniciativa.

Alzheimer

Atualmente, estima-se que cerca de um milhão de brasileiros vivem com Alzheimer, sendo mais comum em pessoas entre 60 e 90 anos. A doença atinge o cérebro e age de forma degenerativa, comprometendo, de uma forma lenta e progressiva, as funções cerebrais responsáveis pela memória, linguagem, cálculo e comportamento.

Embora essa seja uma condição ainda sem cura, hoje em dia, existem medicamentos que conseguem estabilizar a doença ou diminuir a velocidade da perda funcional em cerca de cinco anos. Além disso, segundo estudos da área, existem formas de prevenção da demência que devem ser iniciados ainda na juventude como atividade física, alimentação balanceada, prevenção de fatores de risco vascular (diabetes, hipertensão, dislipidemias), atividades intelectuais e preservação das relações sociais e familiares.

As causas do Alzheimer ainda são incertas, mas sabe-se que a perda de memória que acarreta na alteração do comportamento cotidiano do indivíduo é o principal sintoma. Com a evolução da doença, o paciente sofre com perdas mais progressivas e comprometedoras, podendo esquecer informações como nome dos filhos e de netos.

As mudanças de humor também são um sintoma frequente que pode aparecer desde o início do diagnóstico, as pessoas com a doença tendem a apresentarem quadros de depressão, de agitação e de agressividade, ou até mesmo delírios e alucinações.

NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios