Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.
Saúde 21/06/2017  08h57

Mais de 157 mil pessoas foram imunizadas contra a gripe em Londrina

Durante a campanha oficial, Município atingiu quase 90% da meta de vacinação prevista para o público-alvo; ações ampliadas vacinaram 15 mil pessoas

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) divulgou ontem (20), o balanço final da campanha de vacinação contra a gripe (Influenza) em Londrina. O Município teve êxito na vacinação do público-alvo, com a aplicação de doses para 105.912 mil pessoas, o que representa cobertura de 89,39%. Dessa forma, o município praticamente igualou a meta de 90%, preconizada pelo Ministério da Saúde (MS) para os grupos prioritários. Ao todo, 157.401 pessoas foram imunizadas contra o Influenza na cidade, quantidade correspondente a 83,64% da meta estipulada, que era de 167 mil pessoas. Esse montante contempla toda a vacinação da campanha oficial e mais as 15.053 doses que foram aplicadas, depois, junto a outros grupos, atendendo a população em geral.

Segundo o secretário municipal de Saúde, Felippe Machado, a campanha em Londrina teve resultado satisfatório, com o alcance do índice estabelecido pelo governo federal e oportunizando que muitas pessoas, fora dos grupos prioritários, também pudessem ser imunizadas. “Conseguimos obter no município uma média de cobertura praticamente igual a que foi registrada pelo estado do Paraná, de 90%, que o coloca entre os quatro estados que conseguiram bater a meta estabelecida pelo Ministério. Isso foi possível graças ao trabalho de conscientização que fizemos com a população e as ações descentralizadas que foram feitas após o término oficial da campanha, disponibilizando o estoque restante para toda população”, frisou.

Apenas nas ações realizadas, nos dias 10 e 17 de junho, no Calçadão de Londrina, foram imunizadas 14.515 pessoas nos postos de atendimento, o que, segundo Felippe, representa um novo recorde na cidade de Londrina com relação a ações específicas ligadas a campanhas de vacinação. “A ampliação do atendimento foi uma decisão inédita que ocorreu após uma orientação do prefeito Marcelo Belinati e recomendação do Ministério da Saúde, para que as doses que ainda restavam não ficassem estocadas nas UBSs até o encerramento da campanha. A procura foi positiva e colaborou para que mais pessoas fossem imunizadas”, comentou.

A campanha oficial da Secretaria da Saúde do Estado do Paraná teve início no dia 17 de abril e terminou em 9 de junho, sendo realizada em Londrina em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBSs). O Município prorrogou as ações de vacinação até 17 de junho, data em que foi realizada a última ação ampliada para atender toda a população, no Calçadão de Londrina. As doses da vacina de Influenza trivalente de 2017, que contém componentes dos vírus H1N1, H3N2 e Brisbane, foram disponibilizadas pelo Ministério da Saúde.

Números - Do montante total de doses realizadas junto ao público-alvo, 18.739 foram vacinas aplicadas a crianças de seis meses a cinco anos de idade e 66.948 para idosos, que ultrapassaram os 100% da meta de cobertura. Também houve alcance integral quanto aos funcionários do sistema prisional, com 538 doses registradas. Os trabalhadores da saúde, dos serviços públicos e privados, receberam 16.252 doses, o que representa quase 99% da meta.

Foram disponibilizadas, ainda, 26.369 doses para pessoas com comorbidades e vacinadas gestantes (3.409) e puérperas (564), professores  de escolas públicas e privadas (5.561) e a população privada de liberdade (2.037). Receberam a 2ª dose obrigatória para as crianças de 6 meses a 2 anos de idade, 1.931 pessoas.

Outras 15.053 doses foram aplicadas à população em geral, incluindo as ações ampliadas no Calçadão e específicas, contemplando 710 motoristas e cobradores de empresas de transporte coletivo, que receberam visitas da Secretaria de Saúde, e 148 doses à população de rua.

Exceção – Ainda podem receber a vacinação contra a gripe nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) de Londrina apenas as crianças com idade entre 6 meses e menores de 2 anos que precisam tomar a segunda dose obrigatória da vacina. A segunda dose é voltada a crianças com esta faixa etária que não tomaram a vacina no ano passado e receberam a primeira dose durante a campanha de 2017. A segunda dose deve ser feita com intervalo de 20 dias entre uma aplicação e outra.

N.com

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios