Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Primeira etapa contempla idosos e profissionais de saúde. Por conta do coronavírus, vacinação ocorre nos espaços esportivos, carro e residências das pessoas

A Secretaria Municipal de Saúde já imunizou cerca de 5.150 pessoas em Ibiporã desde o início da Campanha Nacional Contra a Influenza (gripe), iniciada no dia 23 de março. Nesta primeira etapa, que segue até 15 de abril, estão sendo vacinados idosos com mais de 60 anos e profissionais de saúde.

Segundo a Vigilância Epidemiológica, a cobertura vacinal de idosos e trabalhadores de saúde já chegou a 77,52 e 33,52%, respectivamente. Ibiporã possui 6.009 idosos e 898 trabalhadores de saúde. A meta é vacinar, pelo menos, 90% de cada um desses públicos.

Para evitar a aglomeração de pessoas nas unidades de saúde, por conta da pandemia do novo coronavírus, o Município está utilizando diferentes estratégias de vacinação, tais como a utilização de espaços esportivos, drive thru, em que a pessoa é imunizada sem sair do carro, e a imunização de idosos com mais de 80 anos, acamados e domiciliados nas residências.

A Secretaria de Saúde aguarda a chegada de mais um lote de vacinas – o que deve ocorrer até o final da semana – para vacinar o restante deste público. Para se imunizar, é necessário portar documento com foto, Cartão SUS e cartão de vacina, se tiver. Profissionais de saúde também devem apresentar comprovante.

Outros públicos

A etapa seguinte da campanha terá início no dia 16 de abril com objetivo de vacinar doentes crônicos, professores (rede pública e privada) e profissionais das forças de segurança e salvamento. A última fase, que começa no dia 9 de maio, priorizará crianças de 6 meses a menores de 6 anos, pessoas com 55 a 59 anos, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), pessoas com deficiência, povos indígenas, funcionários do sistema prisional, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas e população privada de liberdade.

Neste ano, o Ministério da Saúde mudou o início da campanha, de abril para março, para proteger de forma antecipada os públicos prioritários contra os vírus mais comuns da gripe. “A vacina contra influenza não tem eficácia contra o novo coronavírus, porém, neste momento, auxiliará os profissionais de saúde na exclusão do diagnóstico para a doença, já que os sintomas são parecidos. E, ainda, ajuda a reduzir a procura por serviços de saúde”, ressalta a coordenadora da Vigilância Epidemiológica, Vanessa Luquini. A vacina contra a Influenza não previne contra o coronavírus, mas pode evitar internações decorrentes da síndrome provocada pelo H1N1.

Adiamento das vacinas de rotina

Seguindo as orientações do Ministério da Saúde e da Secretaria de Estado da Saúde (SESA), a Secretaria Municipal de Saúde está suspendendo as vacinas de rotina previstas no calendário do Sistema Único de Saúde (SUS) até o dia 16 de abril, quando se inicia a segunda etapa da campanha contra a Influenza.

Essas orientações se fazem necessárias, uma vez que a primeira fase da Campanha de Influenza contempla o grupo prioritário com maior risco de complicações respiratórias e óbitos - a população a partir dos 60 anos de idade. “A maioria das pessoas são portadores assintomáticos e disseminadores de doenças respiratórias. A fim de evitar a aglomeração durante a epidemia pelo COVID-19 e propagação da doença no grupo de risco que será vacinado nessa primeira fase, a vacinação de rotina (crianças e adultos) será adiada no SUS para retornar a partir da segunda fase da campanha, que iniciará no dia 16”, explica a coordenadora da Vigilância Epidemiológica.

Neste período, apenas a UBS do Jardim Bom Pastor vacinará as gestantes.

Caroline Vicentini/NCPMI

#JornalUnião

Clique nas fotos para ampliar

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.