Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Apresentação aos municípios dos profissionais já alocados pode ser até o dia 14 de dezembro. Prioridade continua para os médicos com registro Brasil

O Ministério da Saúde prorrogou até o dia 7 de dezembro o prazo para os médicos com registro no Brasil se inscreverem no Mais Médicos. A medida foi tomada devido à instabilidade do site do programa causada pelos ataques cibernéticos, que foram identificadas desde o primeiro dia de inscrição. Com esta alteração, a data de apresentação aos municípios, também, mudou. A partir da sexta-feira (23/11) até o dia 14 de dezembro, os médicos já inscritos e alocados poderão entregar a documentação no município escolhido e iniciar as atividades.

“Com esta medida, vamos suprir a ausência do médico cubano com o médico com CRM o mais rápido possível. Por isso, vamos possibilitar que o médico que quiser, se apresente ao posto de trabalho imediatamente e já atender esta parcela da população”, afirmou o ministro da Saúde, Gilberto Occhi.

No segundo dia de inscrições (até às 17h), o número já chegou a 11.429 inscritos com CRM Brasil. Desse total, 5.212 foram efetivadas e 3.648 profissionais selecionaram o município de atuação. O edital foi publicado no Diário Oficial da União da última terça-feira (20/11). São ofertadas 8.517 vagas para atuação em 2.824 municípios e 34 Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEI), que antes eram ocupadas por médicos da cooperação com Cuba. Os profissionais podem se inscrever por meio do site maismedicos.gov.br.

Sobre a instabilidade do site, o Departamento de Informática do SUS (DATASUS) está trabalhando para aprimorar o sistema de inscrições. O setor já identificou a maior parcela dos robôs e máquinas programadas que estão promovendo os ataques à página do Mais Médicos. Ainda nesta quinta-feira (22/11), a equipe de segurança do sistema atuou isolando e protegendo a rede desses ataques.

Confira aqui o novo Edital do Mais Médicos com as 8.517 vagas disponíveis para a inscrição

Faça sua inscrição

Programa Mais Médicos

Criado em 2013, o Programa Mais Médicos ampliou à assistência na Atenção Básica fixando médicos nas regiões com carência de profissionais. O programa conta com 18.240 vagas em mais de 4 mil municípios e 34 DSEIs, levando assistência para cerca de 63 milhões de brasileiros.

Os profissionais do Mais Médicos recebem bolsa-formação (atualmente no valor de R$ 11,8 mil) e uma ajuda de custo inicial entre R$ 10 e R$ 30 mil para deslocamento para o município de atuação. Além disso, todos têm a moradia e a alimentação custeadas pelas prefeituras. Desde 2017, a pasta passou a reajustar o valor da bolsa anualmente aos médicos participantes, e concedeu, também, um acréscimo de 10% nos auxílios moradia e alimentação de profissionais alocados em DSEI.

Victor Maciel/Agência Saúde

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios