Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Atividade faz parte das ações do Outubro Rosa e visa chamar a atenção da população para os exames que podem ajudar na prevenção e no tratamento precoce do câncer

Nesta quinta-feira (8), os interessados em aprender um pouco mais sobre a saúde da mulher e tirar suas dúvidas poderão participar da roda de conversa, que será realizada pela Secretaria Municipal de Saúde e pela Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres. O encontro está previsto para iniciar às 15 horas, através da internet, na plataforma Google Meet, que pode ser acessada pelo link https://meet.google.com/yji-anvs-kgj.

O objetivo é chamar a atenção sobre a importância da realização de exames preventivos periódicos para o diagnóstico e o tratamento precoce de vários tipos de câncer. Isso porque, existem diversos tipos de câncer, sendo que alguns evoluem rapidamente e de forma agressiva, mas grande parte deles tem cura, se diagnosticado e tratado no tempo certo.

De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA), do Ministério da Saúde, a doença que mais causa mortalidade por câncer em brasileiras e mulheres do mundo inteiro é o câncer de mama. No Brasil, os especialistas do INCA acreditam que mais de 66 mil mulheres desenvolverão essa doença, somente entre os anos de 2020 a 2022, sendo que os estados das regiões sul e sudeste têm os índices mais altos de câncer de mama.

Para explicar os detalhes sobre a doença, as medidas preventivas e o tratamento foram convidados os médicos Luiz Carlos Baldo e  José d’Oliveira Couto Filho. A mediadora será a coordenadora de Saúde da Mulher da Secretaria Municipal de Saúde, Priscila Colmiran. Baldo é ginecologista e obstetra da Prefeitura de Londrina e da 17ª Regional de Saúde, formado e com residência médica na área mencionada, pela Universidade Estadual de Londrina (UEL). Também integra, como membro, o Comitê de Prevenção da Mortalidade Materna da 17ª Regional de Saúde desde 1991.

Já Couto Filho é médico, mestre e doutor em Medicina, pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (USP). Atualmente, está diretor-clínico e chefe do Departamento de Mastologia e Oncologia Ginecológica do Instituto de Câncer de Londrina. O médico também é professor titular da Universidade Estadual de Londrina (UEL) e atua com ênfase em câncer de mama, câncer de colo, câncer ginecológico, câncer in situ e doenças de mama.

Sinais

Juntos, os profissionais vão falar sobre como as mulheres podem identificar os sinais do câncer de mama. Entre eles estão o aparecimento de nódulo mamário endurecido, fixo e geralmente indolor; endurecimento de parte das mamas; mudanças no aspecto da pele; vermelhidão ou mudanças na posição dos mamilos; nódulos no pescoço ou nas axilas e a saída espontânea de líquido dos mamilos.

Além disso, os participantes poderão saber mais sobre os fatores de risco e de proteção. Entre eles o controle de peso e evitar a ingestão de bebidas alcoólicas, assim como praticar atividade física e a amamentação diminuem o risco do câncer de mama.

A roda de conversa faz parte das ações do Outubro Rosa, que é organizado pela Secretaria de Saúde e Secretaria de Políticas para as Mulheres. Este ano, devido à pandemia, as atividades serão com encontros à distância, para evitar a aglomeração de pessoas. Todas as quintas-feiras, a população terá uma atividade diferente para participar.

NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios