Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Atividade faz parte das ações do Outubro Rosa e visa chamar a atenção da população para os exames que podem ajudar na prevenção e no tratamento precoce do câncer

Nesta quinta-feira (8), os interessados em aprender um pouco mais sobre a saúde da mulher e tirar suas dúvidas poderão participar da roda de conversa, que será realizada pela Secretaria Municipal de Saúde e pela Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres. O encontro está previsto para iniciar às 15 horas, através da internet, na plataforma Google Meet, que pode ser acessada pelo link https://meet.google.com/yji-anvs-kgj.

O objetivo é chamar a atenção sobre a importância da realização de exames preventivos periódicos para o diagnóstico e o tratamento precoce de vários tipos de câncer. Isso porque, existem diversos tipos de câncer, sendo que alguns evoluem rapidamente e de forma agressiva, mas grande parte deles tem cura, se diagnosticado e tratado no tempo certo.

De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA), do Ministério da Saúde, a doença que mais causa mortalidade por câncer em brasileiras e mulheres do mundo inteiro é o câncer de mama. No Brasil, os especialistas do INCA acreditam que mais de 66 mil mulheres desenvolverão essa doença, somente entre os anos de 2020 a 2022, sendo que os estados das regiões sul e sudeste têm os índices mais altos de câncer de mama.

Para explicar os detalhes sobre a doença, as medidas preventivas e o tratamento foram convidados os médicos Luiz Carlos Baldo e  José d’Oliveira Couto Filho. A mediadora será a coordenadora de Saúde da Mulher da Secretaria Municipal de Saúde, Priscila Colmiran. Baldo é ginecologista e obstetra da Prefeitura de Londrina e da 17ª Regional de Saúde, formado e com residência médica na área mencionada, pela Universidade Estadual de Londrina (UEL). Também integra, como membro, o Comitê de Prevenção da Mortalidade Materna da 17ª Regional de Saúde desde 1991.

Já Couto Filho é médico, mestre e doutor em Medicina, pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (USP). Atualmente, está diretor-clínico e chefe do Departamento de Mastologia e Oncologia Ginecológica do Instituto de Câncer de Londrina. O médico também é professor titular da Universidade Estadual de Londrina (UEL) e atua com ênfase em câncer de mama, câncer de colo, câncer ginecológico, câncer in situ e doenças de mama.

Sinais

Juntos, os profissionais vão falar sobre como as mulheres podem identificar os sinais do câncer de mama. Entre eles estão o aparecimento de nódulo mamário endurecido, fixo e geralmente indolor; endurecimento de parte das mamas; mudanças no aspecto da pele; vermelhidão ou mudanças na posição dos mamilos; nódulos no pescoço ou nas axilas e a saída espontânea de líquido dos mamilos.

Além disso, os participantes poderão saber mais sobre os fatores de risco e de proteção. Entre eles o controle de peso e evitar a ingestão de bebidas alcoólicas, assim como praticar atividade física e a amamentação diminuem o risco do câncer de mama.

A roda de conversa faz parte das ações do Outubro Rosa, que é organizado pela Secretaria de Saúde e Secretaria de Políticas para as Mulheres. Este ano, devido à pandemia, as atividades serão com encontros à distância, para evitar a aglomeração de pessoas. Todas as quintas-feiras, a população terá uma atividade diferente para participar.

NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.