Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

O mutirão de cirurgias eletivas de catarata vai atender 1,5 mil pessoas em Londrina ainda neste ano. Trezentas pessoas já passaram pelo procedimento no último sábado (03) no Hospital de Olhos Hoftalon. O objetivo é zerar a fila de espera no município. Estão envolvidos 35 profissionais, entre médicos e equipe técnica. A Secretaria de Estado da Saúde apoia viabilizando recursos e também com a doação de equipamentos para a triagem de pacientes.

“A ampliação das cirurgias de catarata em regime de mutirão tem se mostrado uma estratégia importante para reduzir o tempo de espera pelo procedimento em todo Paraná. Em algumas regiões a fila foi zerada e é isso que pretendemos fazer em Londrina”, disse Caputo Neto.

“A parceria com o Estado foi essencial para organizar a estrutura do mutirão. O investimento e disponibilização dos aparelhos permitiram uma extensão do alcance de público que não seria possível apenas com recursos próprios”, disse o superintendente administrativo e organizador do evento, Adriano Antunes.

Vânia Teixeira da Silva foi uma das pacientes atendidas no sábado. A aposentada conta que já fez o procedimento no olho direito há alguns anos e agora precisa tratar o olho esquerdo. “Dói bastante e atrapalha muito minha rotina. Estou feliz de participar desse mutirão gratuito”, diz. Ela também falou sobre os serviços prestados na rede de saúde pública. “Os profissionais nos atendem muito bem, são carinhosos e atenciosos”, acrescenta Vânia.

MUTIRÃO – Desde 2015, o Governo do Estado destinou cerca de R$ 65 milhões para o Mutirão Paranaense de Cirurgias Eletivas. São procedimentos não emergenciais, mas que muitas vezes determinam a qualidade de vida de quem aguarda o atendimento.

Mais de 70 mil procedimentos já ocorreram, com destaque para cirurgias de catarata, que já ultrapassam 35 mil em sistema de mutirão. Desde 2017, os mutirões são promovidos com recursos estaduais e federais. “Além de liberar recursos para os mutirões, ano a ano a Secretaria da Saúde tem ampliado os números de procedimentos eletivos em todo Estado. De 2011 a 2017 ampliamos em 78% as cirurgias não emergenciais”, destacou o secretário

Em 2011, houve 227 mil cirurgias eletivas no Paraná – 115 mil ambulatoriais e 112 mil hospitalares. Em 2017, o número subiu para 404 mil cirurgias eletivas: 278 mil ambulatoriais e 126 mil hospitalares.

AEN

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios