Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

As cidades das regionais de Cornélio Procópio e Jacarezinho, no Norte Pioneiro, vão receber R$ 27 milhões em investimentos  para melhoria no atendimento à saúde. O deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB) confirmou a  construção dos centros regionais de especialidade, que terá uma unidade em cada um dos municípios-sede da região.

“São cerca de R$ 27 milhões que serão investidos na construção de dois imóveis que vão abrigar o AME (ambulatório médico de especialidades) de Cornélio Procópio e Jacarezinho. Juntas, as duas unidades vão formar um complexo médico no Norte Pioneiro, garantindo agilidade e eficiência no atendimento”, explica.

O deputado reforça ainda que o AME vai contribuir para resolver o problema recorrente da falta de atendimento na região. “Centenas de pacientes são transportados diariamente para cidades que têm maior complexidade no atendimento à saúde, o que demanda um custo maior para os municípios, além dos perigos do trânsito e cansaço físico dos pacientes”, acrescenta.

Com a nova estrutura, o Estado vai garantir a ampliação dos serviços prestados pelo Cisnorpi e do Cisnop, com mais especialidades e maior capacidade de atendimento.

Jacarezinho

Em Jacarezinho, a licitação para construção do AME já foi realizada e as obras devem ser iniciadas nos próximos dias. O investimento inicial previsto era de R$ 12,5 milhões e as obras seriam iniciadas em 2020. Mas, por conta da pandemia, o processo licitatório foi sobrestado e houve um acréscimo no custo da obra.

Com a retomada do projeto, a licitação foi realizada e o custo da obra será de R$ 15 milhões. A previsão é de que a construção demore um ano para ser concluída. A prefeitura de Jacarezinho fez a doação do terreno onde será construído o AME, ao lado do IAP (Instituto Ambiental do Paraná). Ao todo, pacientes de 22 municípios serão atendidos pela unidade de Jacarezinho, que também vai ser sede do Cisnorpi (Consórcio Intermunicipal de Saúde do Norte Pioneiro).

Cornélio Procópio

Romanelli também observa que as novas unidades serão construídas no estado e gerenciadas pelos consórcios intermunicipais de saúde, com atendimento no formato hospital-dia. A obra integra a estratégia de regionalização da saúde no atendimento à população paranaense.

Em Cornélio Procópio, o AME será construído ao lado do Hospital Regional. O terreno foi doado pela prefeitura e o investimento será de R$ 12,5 milhões - R$ 6 milhões do Estado e o restante do governo federal por meio de emenda parlamentar do deputado federal Toninho Wandscheer (Pros). Romanelli, o secretário Beto Preto (Saúde) e o prefeito Amin Hannouche (PSD) visitaram o local.

Romanelli lembra que outras seis unidades serão construídas em Irati, Ivaiporã, Campo Mourão, Paranavaí, Cianorte e União da Vitória. Segundo ele, a meta é ampliar e otimizar o atendimento ao usuário da rede de saúde no Estado, com a ampliação da oferta de serviços com orientação terapêutica nas diferentes linhas de cuidado prioritárias, como materno infantil, saúde do idoso, hipertensão, diabetes e saúde mental, além de atendimento multiprofissional em diagnóstico, tratamento e acompanhamento para cidadãos com condições crônicas de maior risco em diversas especialidades.

Qualificação

Para garantir eficiência e eficácia no atendimento aos usuários do SUS (Sistema Único de Saúde), a Secretaria de Saúde criou o QualiCis, que substitui o ComSus (Programa Estadual de Apoio aos Consórcios Intermunicipais de Saúde), já que os AMEs serão gerenciados pelos consórcios intermunicipais. O QualiCis é um programa estratégico da Sesa que tem o foco na regionalização dos serviços e no apoio aos municípios na oferta de consultas e exames especializados.

Segundo o presidente do Cisnop e prefeito de Santa Cecília do Pavão, Edimar Santos (PTB), com o QualiCis, o valor dos recursos repassados pelo Estado vai dobrar de R$ 30 milhões para R$ 60 milhões. “Esse aumento representa ampliação do atendimento em especialidades médicas, o que vai tornar o Norte Pioneiro referência em atendimento à Saúde no Paraná”, disse..

As unidades dos AMEs contarão com área construída de mais de 3 mil metros quadrados, com 25 consultórios médicos, oito consultórios odontológicos, 17 salas de exames e diagnósticos, um laboratório de próteses odontológicas, um laboratório de análises clínicas, farmácia e sala para pequenas cirurgias.

O espaço vai manter ainda atendimento multiprofissional e ambientes para cursos de educação permanente. O atendimento terá como base o modelo de atenção às condições crônicas, que segue pesquisas internacionais de experiências bem sucedidas na área da saúde.

Valdir Amaral/Asimp

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios