Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

O deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB) destacou ontem, 12, o empenho e dedicação dos profissionais de saúde que atuam na campanha de vacinação contra a covid-19. Segundo o deputado, cidades como Cornélio Procópio, Jacarezinho e Sertaneja, dentre outras das duas regionais, acompanham a Secretaria de Saúde e trabalham de domingo a domingo para imunizar a população.

“Há um esforço conjunto dos profissionais de Saúde e prefeitos, que buscam uma solução para vencer o coronavírus. O Norte Pioneiro está empenhado em vacinar as pessoas e ajudar no combate à Covid-19. Assim que recebem as vacinas, elas são imediatamente aplicadas”, destaca o deputado.

Vacinômetro

Dados divulgados pelo Painel de Controle do Coronavírus no Paraná mostram que as regionais de saúde de Cornélio Procópio (18ª) e Jacarezinho (19ª) estão cumprindo as metas de vacinação propostas pela Secretaria Estadual da Saúde.

As duas regionais receberam 69.594 unidades para aplicar a primeira dose da vacina nos moradores da região. A quantidade foi suficiente para imunizar 65.483 pessoas, o que totaliza 94,05% das doses recebidas. Já para a segunda dose, foram distribuídas à região 34.204 unidades, o suficiente para imunizar 16.780 pessoas até o momento, o que representa 58,4% de aplicação das doses recebidas.

Romanelli destacou ainda o acompanhamento do secretário Beto Preto em alguns municípios que aderiram à vacinação de domingo a domingo. Beto Preto esteve em Sertaneja, onde reafirmou a importância da saúde primária, como prevenção ao coronavírus.

Para o deputado, os números divulgados referentes à vacinação mostram que há compromisso no combate à pandemia. “Ninguém tem interesse em estocar as vacinas já recebidas. Pelo contrário, há um esforço dos gestores de saúde, no sentido de ampliar o número de pessoas que já receberam tanto a primeira como a segunda dose da vacina”, reforça Romanelli.

Vacinas

Em todo o Paraná, estão sendo aplicadas mais de 633 mil doses nessa nova etapa da vacinação, tanto da D1 como da D2. O encerramento do ciclo, com a aplicação das duas doses da vacina, é a alternativa para desafogar o sistema de saúde e fazer com que menos pessoas necessitem de leitos para tratamento da Covid-19.

Em todo o Estado, foram 2.495.350 doses de vacinas recebidas do Ministério da Saúde desde o início da campanha. O foco da vacinação no momento, com a aplicação da primeira dose, são pessoas de 65 a 69 anos e profissionais de segurança pública. Já a segunda dose está sendo aplicada em profissionais da saúde e idosos com mais de 70 anos, respeitando os intervalos recomendados.

A dose de reforço deve respeitar um intervalo de tempo recomendado pelos fabricantes das vacinas: 21 dias para a Coronavac e doze semanas para AstraZeneca/Oxford/Fiocruz.

Valdir Amaral/Asimp

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios