Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

A Secretaria Municipal de Saúde divulgou, em entrevista coletiva realizada nesta segunda-feira (9), que Londrina possui nove casos suspeitos de coronavírus. Três pacientes que retornaram de viagem a países europeus, listados pelo Ministério da Saúde pela circulação do Novo Coronavírus (COVID-19), apresentaram sintomas clínicos da doença e estão sendo monitoradas. Elas já fizeram a coleta do exame que detecta o COVID-19, e o material será encaminhado nesta terça-feira (10) ao Laboratório Central do Estado (LACEN), em Curitiba. Outros dois casos, de mãe e filho, são investigados por contato direto com uma paciente que também é suspeita, e entraram em análise por manifestarem indícios de infecção respiratória.

Com mais cinco casos notificados em relação à semana passada, o secretário municipal de Saúde, Felippe Machado, ressaltou que a maioria ainda é de pacientes que viajaram para outros países. “Seguimos rigorosamente o que é preconizado pelo Ministério da Saúde e Organização Mundial de Saúde, e tudo isso está sendo aplicado em Londrina, tanto pelos serviços da rede pública como da rede privada”, disse.

O Município ainda não recebeu o resultado dos exames encaminhados na última semana, referentes a três casos suspeitos (duas mulheres e um homem). E a esposa do paciente notificado na semana passada, também entrou como suspeita de coronavírus, por apresentar sintomas de infecção respiratória, febre, e ter retornado de viagem aos Estados Unidos, assim como o marido. No entanto, para esta paciente não houve coleta de exame, sendo classificada apenas mediante critérios clínicos e epidemiológicos.

Machado citou que o envio de kits para diagnosticar coronavírus, pelo Ministério da Saúde aos laboratórios estaduais, deverá agilizar o resultado dos exames. “Na semana passada os laboratórios começaram a receber esses kits. Com certeza essa medida deverá antecipar os resultados, uma vez que vamos pular uma etapa do processo, sem necessidade de analisar primeiro para influenza, e testando automaticamente para coronavírus. E acredito que nesta semana devemos ter novidades em relação aos primeiros exames colhidos”, previu.

Em relação aos nove pacientes com suspeita de coronavírus em Londrina, oito estão em isolamento domiciliar, sendo monitorados diariamente por equipe da Diretoria de Vigilância em Saúde do Município. Somente uma paciente, que procurou assistência médica na rede privada, está internada em hospital. “Essa paciente está em observação por conta de um leve desconforto respiratório, e não há nenhum caso grave em investigação no município”, informou a infectopediatra da SMS, Simone Garani Narciso.

Narciso lembrou que a recomendação preventiva contra o coronavírus e outras doenças virais respiratórias permanece. São elas: lavar bem as mãos com água e sabão, evitar locais com aglomeração ou fechados, e aplicar a etiqueta respiratória, cobrindo nariz e boca ao espirrar ou tossir. “Inclusive, pedimos que esses hábitos sejam mantidos e reforçados pela população. Agora, com os exames feitos nos laboratórios estaduais, teremos agilidade no diagnóstico. Com isso, poderemos fazer com que o paciente que for confirmado continue em isolamento ou, se negativo, retirar esse paciente e sua família do isolamento, que é de catorze dias”, detalhou.

N.Com/PML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios