Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

A campanha nacional de vacinação contra a gripe também começou em Tamarana na segunda-feira (23). Vale destacar que a vacina não protege contra o novo coronavírus, mas previne o público-alvo de outros vírus da gripe.

Aliás, diante da expansão do Covid-19 no Brasil, a Secretaria municipal de Saúde adotou uma organização diferenciada para poder realizar a vacina longe de aglomerações.

A ação, neste primeiro momento, é focada nos idosos. Eles foram divididos de acordo com a idade. Os primeiros a receber a imunização são os acamados e com mais de 80 anos, conforme detalhado abaixo:

Etapa 1: acamados e impossibilitados de se deslocarem até o local de vacinação. Etapa 2: moradores acima de 80 anos. Etapa 3: moradores acima de 70 anos. Etapa 4: moradores acima de 65 anos. Etapa 5: moradores acima de 60 anos.

O posto de vacinação dos pacientes da Unidade de Atenção Primária à Saúde (UAPS) Plínio Pereira de Araújo, no Centro, fica na Escola Municipal Professora Iracema Torres Rochedo (Rua Manoel Barbosa Lemes, 35, Centro).

Além disso, duas equipes da unidade têm aplicado a vacina em domicílio para os acamados e demais munícipes idosos que não estão em boas condições de saúde para sair de casa.

Ação semelhante é feita no Jardim Juny, onde os pacientes da UAPS Padre Carmel Bezzina são dirigidos para vacinação na Escola Municipal Professora Taeko Lima Almeida (Rua Francisco Antônio Rodrigues, s/n, Jardim Juny). Ainda há uma equipe itinerante que atende quem não pode sair da residência.

A iniciativa nas escolas teve início ontem (24) e será retomada na quinta-feira (26), pois as doses têm sido enviadas aos municípios de maneira escalonada.

A secretaria orienta os usuários dessas UAPS que se tranquilizem, pois, durante os próximos dias, serão dadas informações frequentes (através de contato telefônico pelos agentes comunitários de saúde e de informes no portal e Facebook da prefeitura: facebook.com/prefeituradetamarana) para avisar a data da vacina de cada segmento.

Caso o munícipe esteja em boas condições de saúde de ir até a escola, não há restrição. Entretanto, se o local porventura estiver com muitas pessoas, a orientação da Saúde é para retornar em outro momento para não se expor a possíveis riscos.

A vacina também já tem sido aplicada nos profissionais da Saúde. Quanto aos demais moradores que fazem parte do público-alvo da campanha (crianças de 06 meses a menos de 06 anos, pessoas de 55 a 59 anos, povos indígenas, professores, entre outros), a vacinação será executada em seguida. O intuito da secretaria é terminar a iniciativa o mais rápido possível.

Para se vacinar, é preciso apresentar a carteira de vacinação e o cartão do SUS. Em caso de dúvidas, a UAPS do Centro pode ser acionado pelo telefone 3398-1983. A unidade do Jardim Juny atende pelo 3398-1987.

Zona rural

A vacinação na zona rural de Tamarana é realizada nos quatro postos situados em localidades da região, nos dias em que já há atendimento, e também segue a organização por faixa etária. Ou seja, não é necessário vir para a cidade para se vacinar.

Porém, não haverá demais atendimentos de rotina (consultas médicas e odontológicas, entrega de medicamentos, entre outros) excepcionalmente no período de vacinação para evitar aglomeração de pessoas nos postos da área rural.

NCPMT

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios