Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

A campanha nacional de vacinação contra a gripe também começou em Tamarana na segunda-feira (23). Vale destacar que a vacina não protege contra o novo coronavírus, mas previne o público-alvo de outros vírus da gripe.

Aliás, diante da expansão do Covid-19 no Brasil, a Secretaria municipal de Saúde adotou uma organização diferenciada para poder realizar a vacina longe de aglomerações.

A ação, neste primeiro momento, é focada nos idosos. Eles foram divididos de acordo com a idade. Os primeiros a receber a imunização são os acamados e com mais de 80 anos, conforme detalhado abaixo:

Etapa 1: acamados e impossibilitados de se deslocarem até o local de vacinação. Etapa 2: moradores acima de 80 anos. Etapa 3: moradores acima de 70 anos. Etapa 4: moradores acima de 65 anos. Etapa 5: moradores acima de 60 anos.

O posto de vacinação dos pacientes da Unidade de Atenção Primária à Saúde (UAPS) Plínio Pereira de Araújo, no Centro, fica na Escola Municipal Professora Iracema Torres Rochedo (Rua Manoel Barbosa Lemes, 35, Centro).

Além disso, duas equipes da unidade têm aplicado a vacina em domicílio para os acamados e demais munícipes idosos que não estão em boas condições de saúde para sair de casa.

Ação semelhante é feita no Jardim Juny, onde os pacientes da UAPS Padre Carmel Bezzina são dirigidos para vacinação na Escola Municipal Professora Taeko Lima Almeida (Rua Francisco Antônio Rodrigues, s/n, Jardim Juny). Ainda há uma equipe itinerante que atende quem não pode sair da residência.

A iniciativa nas escolas teve início ontem (24) e será retomada na quinta-feira (26), pois as doses têm sido enviadas aos municípios de maneira escalonada.

A secretaria orienta os usuários dessas UAPS que se tranquilizem, pois, durante os próximos dias, serão dadas informações frequentes (através de contato telefônico pelos agentes comunitários de saúde e de informes no portal e Facebook da prefeitura: facebook.com/prefeituradetamarana) para avisar a data da vacina de cada segmento.

Caso o munícipe esteja em boas condições de saúde de ir até a escola, não há restrição. Entretanto, se o local porventura estiver com muitas pessoas, a orientação da Saúde é para retornar em outro momento para não se expor a possíveis riscos.

A vacina também já tem sido aplicada nos profissionais da Saúde. Quanto aos demais moradores que fazem parte do público-alvo da campanha (crianças de 06 meses a menos de 06 anos, pessoas de 55 a 59 anos, povos indígenas, professores, entre outros), a vacinação será executada em seguida. O intuito da secretaria é terminar a iniciativa o mais rápido possível.

Para se vacinar, é preciso apresentar a carteira de vacinação e o cartão do SUS. Em caso de dúvidas, a UAPS do Centro pode ser acionado pelo telefone 3398-1983. A unidade do Jardim Juny atende pelo 3398-1987.

Zona rural

A vacinação na zona rural de Tamarana é realizada nos quatro postos situados em localidades da região, nos dias em que já há atendimento, e também segue a organização por faixa etária. Ou seja, não é necessário vir para a cidade para se vacinar.

Porém, não haverá demais atendimentos de rotina (consultas médicas e odontológicas, entrega de medicamentos, entre outros) excepcionalmente no período de vacinação para evitar aglomeração de pessoas nos postos da área rural.

NCPMT

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.