Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

A aplicação está sendo feita em casa, instituições e asilos. No caso dos acamados que estão nas residências, os postos de saúde estão entrando em contato com os pacientes para marcar horário e lembrando que a vacinação é gratuita

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe em Curitiba, foi retomada no dia 30 de março apenas para idosos acamados, de acordo com a prefeitura. A aplicação foi feita em domicílio, instituições e asilos. No caso dos acamados que estavam em suas residências, os agentes de saúde dos postos entraram em contato com os pacientes para marcar horário. A vacinação é gratuita. 

De 31 de março até 15 de abril é a vez dos trabalhadores da saúde serem imunizados. Eles recebem a dose da vacina no Conselho Regional de Enfermagem do estado.

Nos dois primeiros dias da campanha de vacinação, que começou em 23 de março, foram aplicadas 130 mil doses. O lote acabou no dia 24 de março e a vacinação foi suspensa. Conforme administração municipal, houve uma procura acima do normal, em função da pandemia da Covid-19.

A chefe da Divisão de Imunização da Secretaria de Estado da Saúde, Vera Rita da Maia, fala sobre a importância da imunização.

“A vacinação dos idosos e profissionais de saúde contra Influenza protege das formas graves, hospitalização, complicações e óbitos por gripes. Neste momento a triagem ajuda a fazer diagnóstico diferencial com a Covid-19.”

A primeira etapa da Campanha Nacional de Vacinação contra Gripe é voltada para idosos com 60 anos ou mais e trabalhadores da saúde e vai até 15 de abril.

Curitiba teve cinco pontos para aplicar a vacina no sistema drive thru. Eles eram exclusivos para idosos, que não precisavam sair do carro para receber a dose.

Esses pontos foram bem procurados nos dois primeiros dias da campanha.

Além dos drive thrus, a prefeitura tinha determinado que as doses fossem aplicadas em pontos externos, para evitar aglomerações dentro dos postos de saúde, por conta do coronavírus.

O secretário de Saúde Estadual, Beto Preto, enfatiza a importância da vacinação.

“Se todos se vacinarem contra o Influenza vamos conseguir , com mais facilidade,  o diagnótico diferenciado do coronavírus e enfrentá-lo com mais rapidez atingindo mais o nosso exito, alerta.”

O Ministério da Saúde orienta que em caso de fila, durante a vacinação, as pessoas devem manter distância de dois metros umas das outras. Informe-se se na sua cidade haverá uma estratégia de vacinação diferenciada.

Para mais informações sobre a Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe, acesse: saude.gov.br/vacinabrasil. Ministério da Saúde, Governo Federal.

Agência do Rádio

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios