Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Atendimentos, pela Clínica de Fisioterapia da universidade, darão suporte a áreas como saúde sexual e reprodutiva, climatério, neurologia, problemas cardiorrespiratórios, ortopedia, entre outras; as interessadas já podem entrar em contato com a SMPM para fazer a inscrição

Proporcionar mais qualidade de vida e conforto às mulheres londrinenses, por meio de atendimentos gratuitos e especializados em saúde. Essa é a essência do novo projeto “Bem-Estar Com Saúde Física”, que passa a ser desenvolvido em parceria firmada entre a Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres (SMPM) e a Pitágoras/Unopar. O lançamento oficial da ação ocorreu na sexta-feira (13), com visita do prefeito Marcelo Belinati, e da titular da SMPM, Liange Doy Fernandes, à Clínica de Fisioterapia da universidade, localizada no campus próximo ao Shopping Catuaí.

Após reunião, a reitora da Pitágoras/Unopar, Flávia Pomin Frutos, apresentou as instalações da clínica, reinaugurada recentemente, e onde serão prestados os serviços deste novo programa. Com atendimentos feitos por alunos estagiários do curso de fisioterapia, supervisionados por docentes, o espaço abre as portas para oferecer sua estrutura e suporte às mulheres em diferentes modalidades, como saúde sexual e reprodutiva, climatério, neurologia, problemas cardiorrespiratórios e ortopedia, entre outras. A diretora de Empreendedorismo e Ações Educativas da SMPM, Lisnéia Rampazzo, também participou do lançamento.

Mais de 20 mulheres já estão em uma primeira lista de encaminhamentos feitos ao novo serviço, formada por pessoas que já eram atendidas em ações formativas, oficinas e outras práticas desenvolvidas pela SMPM, via Centro de Oficinas para Mulheres (COM). No entanto, qualquer mulher acima de 18 anos, residente em Londrina, já pode se inscrever no projeto Bem-Estar Com Saúde Física. Após processo de triagem pela clínica de fisioterapia, os atendimentos poderão ser feitos de forma individualizada ou em grupos, conforme as necessidades e o perfil das participantes inscritas.

As inscrições estão abertas e podem ser efetuadas diretamente com o Centro de Oficinas para as Mulheres, responsável pelos encaminhamentos das cadastradas. O telefone de contato é o (43) 99945-0056.

O prefeito Marcelo Belinati disse que Londrina é rica em atividades e projetos acadêmicos, enfatizando que a iniciativa representa ganhos importantes para muitas pessoas que não têm acesso a tratamentos em fisioterapia. “Esse atendimento é fundamental para reduzir o sofrimento, o desconforto e as dores de quem tem algum problema ou condição que pode ser melhorada com serviços nessa área. Por exemplo, uma mulher que tem bexiga caída, se não fizer fisioterapia precisa passar por cirurgia, e isso pode ser evitado com um suporte preventivo adequado. Só posso agradecer pelo lançamento de mais uma parceria que possibilitará cuidar do que é mais precioso, que é a saúde das pessoas”, afirmou.

Segundo a reitora da Pitágoras/Unopar, Flávia Pomin Frutos, a ação também é uma oportunidade para as práticas dos alunos em graduação, além de uma forma de retribuir à sociedade com serviços que fortalecem os atendimentos às mulheres. “São muitas possibilidades abertas no campo da fisioterapia, cujos serviços tiveram aumento de procura neste período de pandemia. A parceria é relevante e permite ajudar muitas pessoas que necessitam, incluindo situações como gestação, pós-gestação, puerpério, incontinências, atenção ao idoso e tantas outras. A qualidade do ensino também passa pelas práticas profissionais, principalmente na saúde, e quando trazemos a realidade da vida para os estudantes, dentro da clínica, aprimoramos o processo de ensino e aprendizagem. É uma parceria para ser duradoura e render muitos frutos”, salientou.

Por sua vez, a secretária municipal de Políticas para Mulheres, Liange Doy Fernandes, reforçou a importância para a sociedade das parcerias entre o poder público e as universidades. “A Pitágoras/Unopar sempre é uma grande parceira da Secretaria de Políticas para as Mulheres, seja com cursos profissionalizantes e outras iniciativas, como, recentemente, para enfrentamento à violência doméstica. O potencial das universidades é muito vasto. E, nesse novo projeto, buscamos oferecer o melhor tratamento possível, dando a oportunidade para que as mulheres recebam atenção em saúde e consigam realizar práticas físicas e outras para melhorar seu bem-estar. A parceria ressalta a função social das universidades. Infelizmente, por conta da pandemia, havíamos parado as oficinas presenciais do COM, mas agora estamos iniciando este novo trabalho”, comentou.

A Clínica de Fisioterapia da universidade Pitágoras/Unopar, na unidade Catuaí, conta com estrutura ampla e moderna com diversos ambientes, entre salas de avaliação, neurologia infantil, para atividades de fisioterapia, além de um box de saúde para saúde íntima da mulher, entre outras áreas.

Atualmente, a Prefeitura mantém diferentes formas de parceria junto à Pitágoras/Unopar. Estão em andamento iniciativas como um programa para desenvolvimento de líderes, feito em conjunto com a Secretaria Municipal de Recursos Humanos. Outro, em fase inicial, junto à COHAB-LD, com participação de estudantes de arquitetura, engenharias civil, elétrica e mecânica, e agronomia, relacionado a implantação de um novo loteamento para população de baixa renda. Ainda existem trabalhos em execução com a Secretaria Municipal do Trabalho, Emprego e Renda, e com a Secretaria Municipal de Educação, para medições e adequações elétricas em escolas municipais, incluindo uso de drones.

NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.