Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Outra novidade anunciada é a redução do intervalo entre a primeira e segunda dose da vacina Pfizer, de 54 para 21 dias

Qualquer londrinense com 50 anos ou mais de idade poderá fazer o agendamento eletrônico para receber a terceira dose da vacina contra a Covid-19. Dessa forma, a chamada dose de reforço teve o público-alvo reduzido em dez anos, já que antes estava aberta para idosos com 60 anos ou mais. Pode receber a imunização, dentro deste público, aqueles que já tenham completado pelo menos cinco meses desde a aplicação da primeira dose. O anúncio foi feito pelo secretário municipal de Saúde, Felippe Machado, em entrevista coletiva concedida no Centro de Imunização (CCI) Norte.

Segundo Machado, com esta nova ampliação, a Prefeitura de Londrina agora abre o agendamento da terceira dose para a população em geral, acima dos 50 anos, deixando de haver distinção por grupos prioritários. “Todas as pessoas com 50 anos ou mais, e que tenham completado 150 dias, ou seja, cinco meses, desde o recebimento da segunda dose de imunização, poderão agora completar seu esquema vacinal. Isto significa que aqueles que antes vinham recebendo a vacina em segmentos específicos, como professores, forças de segurança, trabalhadores da assistência social, portadores de doenças crônicas e outros, agora serão inseridos na população geral para dar continuidade à imunização. A mudança irá ocorrer de forma automática no próprio sistema on-line do Portal da Prefeitura, sem a necessidade do usuário fazer qualquer alteração”, ressaltou.

Outra novidade anunciada hoje pelo secretário Felippe Machado foi a redução do intervalo entre a primeira e segunda dose da vacina Pfizer, de 54 para apenas 21 dias. “Essa é mais uma atualização do nosso plano de vacinação. Com a diminuição do intervalo da Pfizer, a previsão é que mais de 20 mil londrinenses, que já tenham completado 21 dias da primeira dose, possam estar vacinados até o dia 31 de dezembro de 2021, completando o esquema vacinal. É importante que as pessoas aptas possam já agendar para receber sua dose o quanto antes. Isto ajudará a acelerar a vacinação em Londrina, fortalecendo a continuidade do processo de imunização e diminuindo a circulação da Covid-19 em um momento importante de redução dos casos, internações e óbitos pela doença”, frisou.

Machado ainda fez um apelo à população a importância de completar o esquema vacinal e a dose de reforço, em um momento atual de menor impacto da pandemia na cidade. “A vacina é eficaz e a melhor forma de proteção, que reduz os casos graves e óbitos pela Covid-19. Nas últimas duas ou três semanas, percebemos uma redução na quantidade de agendamentos, com menos pessoas preenchendo as vagas proporcionalmente as vagas ofertadas durante a semana. O vírus é de fácil contágio, há uma variante chegando ao Brasil, então também é necessário que as pessoas continuem mantendo os cuidados básicos como uso de máscara, álcool gel e evitar aglomerações”, afirmou.

Os agendamentos on-line para vacinação podem ser feitos no endereço www.londrina.pr.gov.br . O solicitante deve estar com seu cadastro prévio validado e, no momento da vacinação, deve portar documento de identidade com foto (RG ou carteira de motorista), além do comprovante de inscrição com o QR Code emitido, bem como a carteira de vacinação.

Em Londrina, a partir deste momento não será mais necessária a comprovação de endereço para quem vai completar doses de esquema vacinal iniciado. Assim, a exigência de informar o endereço passa a valer apenas para aqueles que irão receber a primeira dose da vacina.

Renan Oliveira/NCPML

#JornalUnião

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.