Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Pensando na população idosa nesse período de pandemia, os cursos de Educação Física e Fisioterapia da Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP) criaram o Projeto VidAlonga: Exercitar é Viver. A ação tem como objetivo a educação em saúde e o estímulo à prática de exercícios funcionais em casa. Para acompanhar as atividades propostas pelo projeto, acesse https://bit.ly/2wmOadv   

O professor Tiago Tsunoda Del Antonio fala dos benefícios das atividades físicas durante esse processo de isolamento. Ele alerta que esse período tende a proporcionar uma infinidade de mudanças de hábitos de vida e comportamentais como ansiedade, estresse e potencialidade no desenvolvimento de quadros depressivos. “É importante salientar que o medo tem impacto negativo no nosso sistema imunológico, enfraquecendo nossas defesas. Dessa forma a informação correta, bem como exercícios funcionais podem minimizar os efeitos negativos do isolamento”, acentua o professor.

O programa de educação em saúde e de exercícios funcionais apresentados à população idosa por meio das redes sociais procura, além de levar informações atualizadas em saúde, promover o bem-estar emocional, atuar na educação funcional, prevenção de doenças relacionadas ao envelhecimento e controle da inatividade corporal, acentua a professora Ana Carolina Ferreira Tsunoda Del Antonio. “O projeto fornecerá informações em saúde e para controle de dores corporais, exercícios de alongamento, fortalecimento muscular, equilíbrio, relaxamento corporal, dentre outros”, disse a professora.

O professor Fabrício José Jassí afirma que o projeto tem a população idosa como o seu público principal, pois a mesma é considerada grupo de alto risco diante da pandemia, necessitando dentre outros cuidados o isolamento social. Refletindo sobre o aspecto físico e o processo de envelhecimento humano, o professor adverte sobre o sedentarismo.

“Todos sabemos que o processo de envelhecimento desencadeia uma progressiva perda de função de órgãos e sistemas, contribuindo para o descondicionamento cardiorrespiratório, diminuição da força muscular,  perda de flexibilidade, dor e consequente aumento do risco de queda, sendo este último um grande fator de risco para morbimortalidade dessa população, mesmo na ausência de qualquer tipo de doença infectocontagiosa que possa acometer. Por isso ressaltamos a importância da prática de exercícios funcionais para os idosos”, destaca Fabrício.

A coordenação do projeto salienta que embora o conteúdo seja direcionado para a população idosa, pessoas de qualquer idade pode acompanhar o projeto e se exercitar por meio dele. Semanalmente será publicado no Faceboook VidAlonga orientações  realizadas por alunos e professores do curso de Fisioterapia da UENP. O projeto, coordenado pelos professores Tiago Del Antonio, Ana Carolina Del Antonio e Fabrício Jassi, é integrado pelas alunas Fernanda Zardetto de Lima, Ana Carolina de Jacomo Claudio, Angélica Yumi Sambe e Lauren Louise Ramos de

Tiago Angelo/Asimp/UENP

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios