Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

O Paraná vive um ano de muita seca e a estiagem provoca desconforto respiratório. Para reduzir os efeitos do ar quente e seco, a Secretaria de Saúde traz algumas dicas para amenizar a condição desfavorável devido a baixa umidade relativa do ar.

Segundo o Sistema Meteorológico do Paraná, o Simepar, ontem 18, o percentual no norte do estado está na casa dos 30% de umidade relativa do ar, o que é prejudicial à saúde.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), o nível ideal de umidade do ar para o organismo humano gira entre 40% e 70%. Quando a taxa cai para 30% ou menos é considerada uma situação de alerta e prejuízos para a saúde se tornam mais evidentes.

Por isso, aqui vão algumas dicas para ter qualidade de vida e reduzir os efeitos do clima seco que são garganta irritada, o nariz pode sangrar ou sensação de incômodo, dor de cabeça, sensação de areia nos olhos e pele ressecada:

Umidifique o ambiente com vaporizadores, toalhas molhadas, recipientes com água, irrigação de jardins etc.

Sempre que possível permaneça em locais protegidos do sol, em áreas com árvores

Consumir água à vontade (bastante e ao longo do dia)

Usar soro fisiológico para umidificar olhos e narinas.

Evite carpetes ou cortinas que acumulem poeiras

Evite roupas e cobertores de lã ou com pelos. Agasalhos recomendados: malha, moletom, nylon ou couro.

Coloque livros e objetos em armários fechados.

Limpe a casa com pano úmido (principalmente os cantos do quarto, beiradas e estrados da cama) e evite produtos de limpeza com cheiro ativo, preferindo o álcool

Evite permanecer em cômodos úmidos, fechados

Evite lidar com papéis guardados ou usar roupas e objetos guardados por muito tempo.

NC/PMR

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios