Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Lista de profissionais aprovados na prova objetiva será publicada na quinta-feira (10); próxima etapa consiste em entrevista e análise curricular

Na quinta-feira (10), a Prefeitura de Londrina, por meio da Secretaria Municipal de Saúde e da Comissão de Residência Médica (COREME), divulgará edital com o resultado da primeira fase da seleção para Residência Médica em Medicina de Família e Comunidade do Município de Londrina. A lista com os aprovados estará disponível na página do processo seletivo, localizada no portal da Prefeitura www.londrina.pr.gov.br , ou direto pelo link https://goo.gl/8m2PSx .

A primeira etapa foi realizada no dia 16 de dezembro de 2018, com 50 questões sobre Clínica Médica, Ginecologia e Obstetrícia, Pediatria, Cirurgia Geral e Medicina Preventiva e Social. Agora, os aprovados vão para a segunda etapa, que consiste em análise curricular e arguição, e que deve acontecer nos dias 14 e 15 de janeiro. Os candidatos devem ter em mãos currículo documentado com certificados. O local e o horário da entrevista constarão no edital publicado na próxima quinta.

O resultado preliminar da segunda etapa deve ser divulgado dia 18 de janeiro, e os interessados terão dois dias para interpor recursos. Assim, o resultado final do processo seletivo deve ser publicado no dia 25 de janeiro na página do certame. Ao todo, há seis vagas credenciadas pela Comissão Nacional de Residência Médica, do Ministério da Educação (MEC), com bolsas de cerca de R$ 3 mil, financiadas pelo Ministério da Saúde (MS), por meio do Programa Pró-Residência.

As aulas devem ter início no dia 1º de março desse ano e durante elas, os médicos terão acesso a toda rede pública de saúde, passando pelo atendimento nas Unidades Básicas de Saúde (UBS), nas Unidades de Pronto Atendimeto (UPA) e demais serviços. Serão 40 horas de treinamento em serviço na Atenção Primária, 12 horas na Urgência e Emergência e oito de estudos teóricos. Com isso, eles poderão entender mais sobre a rotina de trabalho e o fluxo de atendimento realizado pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

De acordo com a médica da Família e Comunidade e coordenadora da COREME, Sônia Maria Coutinho Orquiza, o objetivo da residência é formar um profissional atento às necessidades e à realidade da comunidade em que está envolvido, reforçando vínculos e criando uma rede de apoio à população nos problemas comunitários, identificando dessa forma a melhor maneira de cuidar da saúde. “O objetivo é a formação de um profissional mais adequado ao atendimento realizado pelo SUS na Atenção Primária e a Prefeitura é privilegiada por ter mais de 50 UBS, PAI, PAM, Maternidade e UPAs. O residente passará por todos esses serviços e será treinado pelos preceptores que vão contribuir para a excelência profissional. Isso faz muita diferença na formação profissional e no atendimento que o cidadão recebe. São só elogios”, disse.

Desde quando o Município iniciou a oferta de residência médica, quatro profissionais se formaram. Atualmente, há dois residentes no segundo ano e que se formarão em março de 2019, outros dois em transição do primeiro para o segundo ano a partir de março e, com a finalização do processo de seleção que está em andamento, espera-se ter mais seis novos residentes. O edital nº 007/2018, com todas as informações sobre o certame, está disponível no portal da Prefeitura.

Ana Paula Hedler/NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios