Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Instrumento é utilizado para prevenir e identificar lesões benignas e o câncer de mama

A Prefeitura de Londrina, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), oferta, neste mês, 2.510 vagas para a realização de mamografia, exame radiológico utilizado para prevenir e identificar lesões benignas e o câncer de mama. A oferta integra as ações do Outubro Rosa, campanha de conscientização que visa alertar as mulheres e a sociedade sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama e, mais recentemente, sobre o câncer de colo do útero.

Segundo dados da SMS, todos os meses o município disponibiliza muitas vagas para a realização da mamografia, mesmo não estando em época de campanha. De janeiro a setembro deste ano, a Prefeitura disponibilizou uma média de 1.444 exames. Destes, foram realizados 746, restando uma sobra de 698 exames, que poderiam ter sido preenchidos pelas mulheres que se enquadram nos critérios para a realização da mamografia.

O secretário municipal de Saúde, Felippe Machado, destacou que a mamografia é um exame muito importante para a saúde da mulher e que Londrina é uma cidade que mantém uma oferta adequada destes exames, para que as mulheres não fiquem na fila de espera. “Falamos muito sobre a saúde da mulher, em especial sobre os cânceres de mama e de colo de útero no mês de outubro, mas durante todo o ano é muito importante que se tenha essa atenção. E agora, para celebrar o Outubro Rosa, ampliamos ainda mais a agenda de mamografia, para que todas as mulheres que se enquadrem nos critérios clínicos, possam ter acesso imediato ao exame. É mais uma ação da Prefeitura, voltada à saúde da mulher, no mês de outubro, dentre várias outras que vão acontecer”, enfatizou.

Segundo a coordenadora de Saúde da Mulher da Secretaria Municipal de Saúde, Priscila Colmiran, é fundamental que as mulheres conheçam o seu corpo e incluam, em sua rotina, a realização de exames periódicos. “Quanto antes os cânceres de mama ou de útero forem descobertos, maior a chance de cura e melhor será a qualidade de vida da mulher. Londrina possui uma rede de serviços bem estruturada para receber as mulheres para diagnóstico e tratamento precoce, sempre que necessário, e a mamografia é um exame considerado padrão ouro no diagnóstico do câncer de mama”, afirmou.

Agendamento

Em Londrina, a solicitação e o agendamento da mamografia podem ser feitos nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs), após passar por consulta e avaliação clinica das mamas, que pode ser feita pelo médico ou enfermeiro.  “Caso a mulher esteja dentro dos critérios, como da idade preconizada pelo Ministério da Saúde (MS), é feito o agendamento, para que ela realize o exame. Normalmente ele é agendado para a mesma semana ou para a seguinte”, contou.

De acordo com Priscila, o Ministério da Saúde indica a mamografia para as mulheres na faixa dos 50 a 69 anos, no entanto, as mulheres abaixo dessa faixa etária também são avaliadas e podem ter exames solicitados, de acordo com os fatores de risco. “Reforçamos que independente da faixa etária toda vez que houver alguma dúvida ou suspeita de alteração em seu corpo, a mulher deve buscar ajuda de um profissional qualificado para melhor investigação”, frisou.

Priscila explicou que o MS preconiza que o exame seja feito a cada dois anos, contudo há casos em que a mamografia precisa ser feita a cada um ano ou seis meses, e que tudo isso é verificado na unidade de saúde. “Se o resultado do exame der alterado, essa mulher é encaminhada para os serviços de referência, que são a Unidade de Mama e de Mastologia, no Cismepar, ou o Hospital do Câncer”, informou.

NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios