Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Atividades integram a campanha Janeiro Roxo e acontecerão nas UBS e em outros pontos da cidade

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) divulgou o cronograma de ações educativas que serão realizadas durante todo o mês, referente a campanha Janeiro Roxo, de conscientização e combate à hanseníase, proposta pelo Ministério da Saúde. As ações serão realizadas pelas equipes do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF), nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) e em vários locais de Londrina.

Segundo a coordenadora de Saúde do Adulto e Idoso da SMS, Juliana Marques, as ações visam informar a população de forma mais intensa durante o mês. É importante fazer o diagnóstico precoce da doença, que tem cura.  “A população deve ficar alerta ao aparecimento de manchas no corpo, com diminuição de sensibilidade, além da queda de pelos em regiões delimitadas”, explicou.

De acordo com dados da Secretaria Municipal de Saúde, em 2018 foram identificados 18 novos casos da doença em Londrina. Havendo suspeita, a orientação é que a população procure a UBS mais próxima de sua residência, para que possam ser feitos exames e iniciado o tratamento, quando necessário.
Nesta terça-feira (8), a partir das 8 horas, haverá uma palestra sobre a hanseníase, a importância do diagnóstico precoce e as formas de tratamento, no salão da Catedral Metropolitana de Londrina. No dia 17, das 7h30 às 9 horas, será realizada uma panfletagem nas empresas localizadas próximas à UBS do Lindóia, na Avenida das Maritacas, 1.800, no bairro Santa Izabel.

Na UBS do Piza/Roseira serão realizadas diversas atividades durante todo o mês, incluindo dinâmicas com balões durante os encontros dos grupos de atividades, como o de caminhada, além de entrega de panfletos e explicações nas salas de espera da UBS. Na programação consta ainda, no dia 25 de janeiro pela manhã, uma palestra na Igreja Presbiteriana Independente de Londrina, localizada na Rua Veneza, 110, no Jardim Piza. A ministrante será a dermatologista Cristina Maria Aranda.

No dia 28, às 8h30, a equipe do NASF 10 realizará uma atividade educativa no grupo de ginástica do Supermercado Viscardi localizado na Rua Guaporé. Trata-se de uma ação conjunta das UBS da Vila Nova e do Centro Social Urbano (CSU).

Sobre a doença

Segundo informações da Sociedade Brasileira de Hansenologia (SBH), “a hanseníase é uma doença infecciosa e contagiosa, que causa manchas esbranquiçadas ou avermelhadas na pele. A pele também pode ter alteração da sensibilidade e o paciente não sente (ou tem sensibilidade diminuída) calor, frio, dor e mesmo o toque. É comum ter sensação de formigamento, fisgadas ou dormência nas extremidades (pés, mãos) e em algumas áreas pode haver diminuição do suor e de pelos. O paciente também pode ter dificuldades para segurar objetos, pode queimar-se e não sentir ou, por exemplo, perder os chinelos sem perceber. A doença pode provocar o surgimento de caroços e placas em qualquer local do corpo e diminuição da força muscular”.
Dayane Albuquerque/NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios