Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Equipe formada por 12 servidores realizará, via WhatsApp, o contato com esse público-alvo, oferecendo auxílio para o agendamento

Com o objetivo de contatar as pessoas que se encontram com doses atrasadas e incentivá-las a regularizar seu esquema vacinal contra a Covid-19, a Prefeitura de Londrina iniciou, ontem (15), o treinamento do grupo de busca ativa. Coordenada pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS), a equipe é formada por 12 servidores, entre agentes comunitários de saúde (ACSs) e agentes comunitários de endemias (ACEs). Esses profissionais estão sendo capacitados para enviar mensagens de WhatsApp aos cidadãos que ainda precisam receber a segunda dose ou a dose de reforço, oferecendo auxílio para o agendamento.

As atividades são ministradas pela diretora de Atenção Primária à Saúde, Valéria Barbosa, em conjunto com o gerente de Odontologia, Paulo Christino Neto, e a enfermeira Simone Obuti. A capacitação será conduzida até esta quinta-feira (16) de manhã, na central de operações do grupo de busca ativa, localizada no 1º andar da sede da Prefeitura.

O secretário municipal de Saúde, Felippe Machado, frisou que a iniciativa faz parte da campanha VaciNatal – Londrina, uma cidade segura, que também inclui, entre outras ações, a busca ativa presencial junto aos usuários das Unidades Básicas de Saúde (leia mais). Machado agradeceu aos servidores participantes da ação pelo seu comprometimento e esforço, e destacou que seu trabalho contribuirá para salvar diversas vidas, salientando a importância da vacinação.

“Londrina pode se orgulhar da campanha que está sendo feita aqui, repleta de ações diferenciadas que têm o objetivo de proteger a população. Porém, apesar de a nossa cobertura vacinal ser alta, temos que nos organizar para que ela chegue a todas as pessoas, pois só assim vamos combater a pandemia de forma efetiva. Por meio de testes realizados nos últimos dias, constatamos que as pessoas têm sido bastante receptivas ao contato feito via WhatsApp, e por isso resolvemos lançar essa iniciativa”, disse.

O trabalho será realizado de segunda a sexta-feira, das 8h às 20h, e busca alcançar um público-alvo de 33.690 pessoas. Todas as informações sobre os cidadãos contemplados, como nome completo, número do CPF, endereço e telefone, constam da base de dados da SMS.

Ao realizar o contato com a população, os agentes enviarão mensagens padronizadas nas quais se identificam como servidores da Secretaria de Saúde e perguntam se a pessoa gostaria de efetuar o agendamento para a aplicação da dose em atraso. Caso a pessoa concorde, o servidor agendará o atendimento de acordo com a sala de vacinação, data e horários escolhidos pelo cidadão, dentre as opções disponíveis. Em seguida, o agente enviará o link para o download do comprovante do agendamento, que inclui o QR Code utilizado pela SMS para a confirmação da identidade do usuário.

Nas ocasiões em que o cidadão não visualizar ou deixar de responder a mensagem de WhatsApp, o agente tentará também o contato telefônico. Se, por outro lado, a pessoa atendida desejar confirmar através de outros canais a realização do agendamento para a aplicação da vacina, poderá fazê-lo pelo telefone (43) 3372-9825 ou pelo site da Secretaria de Saúde (clique aqui).

Números

Segundo dados divulgados pela SMS, as doses que estão em atraso são as das marcas Pfizer (24.133), AstraZeneca (5.563) e Coronavac (3.394). A dose de reforço relativa ao imunizante da Janssen ainda não entrou neste cálculo por ter sido liberada recentemente. A faixa etária com maior número de pessoas com doses atrasadas é a de 18 a 30 anos (14.525), seguida pelos segmentos de 31 a 45 anos (8.005), 12 a 17 anos (6.474), 46 a 60 anos (3.385) e acima de 61 anos (1.301).

NCPML

#JornalUnião

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.