Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Para combater boatos, Saúde passa a fazer boletins próprios sobre novo coronavírus em Tamarana

Diante de situações como a disseminação de boatos sobre o número de casos do novo coronavírus em Tamarana, a Secretaria municipal de Saúde decidiu adotar uma nova estratégia para informar os moradores de forma mais eficaz em relação ao patamar da doença na cidade.

A partir de ontem (03), a secretaria passou a produzir boletins próprios para comunicar a população a respeito da Covid-19 em Tamarana – sejam os casos confirmados ou não.

O primeiro boletim aponta que há 18 casos suspeitos e nenhum confirmado. Os casos considerados suspeitos são aqueles que, após serem atendidos pelo serviço de saúde municipal e apresentarem sintomas que podem se encaixar em um possível quadro da doença, foram categorizados dessa maneira.

Dos 18 suspeitos, dois moram em Londrina e passaram por atendimento em Tamarana. Os demais são residentes em Tamarana: uma paciente está internada em Londrina e seu quadro é estável.

Já os outros 15 munícipes têm sintomas leves. Desde que foram atendidos pela Saúde, eles encontram-se em suas casas, em isolamento domiciliar com suas famílias, e têm sido monitorados constantemente por profissionais da secretaria, que checam se essas pessoas estão seguindo todas as recomendações prescritas em consulta médica.

O primeiro boletim local computa notificações de 20 março até 1º de abril. Esses números não constam no boletim diário da Secretaria da Saúde do Paraná (www.coronavirus.pr.gov.br) porque o estado leva em conta outros meios de comprovação, tais como exames laboratoriais, se o paciente encontra-se internado em estado grave, ou se o paciente é profissional da área da saúde. É importante frisar que o boletim municipal não exclui o estadual (e vice-versa).

O número de suspeitos em Tamarana abrange pessoas de 10 a 77 anos de idade. Também há pacientes na faixa de 20 a 30 anos. Do grupo de 18 suspeitos, 10 possuem algum tipo de comorbidade, que é quando o paciente já tem determinada doença (por exemplo, hipertensão, diabetes, entre outras).

Boatos podem parar na Justiça

A Secretaria municipal de Saúde lembra que divulgar informações falsas é crime. Quem produz ou ajuda a disseminar boatos pode ser acionado na Justiça para responder pelos seus atos.

Além disso, a secretaria reitera que, há pelo menos três semanas, têm reforçado alertas à população a respeito dos riscos da Covid-19 e as principais atitudes para se prevenir da doença.

Se tiver dúvidas, ligue

Os canais de atendimento da secretaria seguem à disposição dos tamaranenses. Existe, inclusive, um telefone pelo qual os munícipes podem tirar dúvidas sobre o novo coronavírus. O número é o 3398-1988.

Definição sobre comércio

O encontro realizado ontemf (03), na Associação dos Municípios do Médio Paranapanema (Amepar), da qual Tamarana faz parte com outras 21 cidades da região, recomendou que o comércio desses municípios permaneça fechado para atendimento ao público por ao menos mais uma semana, até o dia 12/04.

Fique em casa

Por fim, a Secretaria de Saúde, a Prefeitura de Tamarana e todos os órgãos municipais salientam que, no momento, a medida mais eficaz que os moradores devem praticar é permanecer em casa para evitar uma possível propagação do vírus.

NC/PMT

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.