Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

A Secretaria da Saúde do Paraná promove neste mês diversas ações da campanha Julho Amarelo, que visa conscientizar a população sobre a prevenção e tratamento das hepatites virais. Uma das principais atividades aconteceu nesta quinta-feira (25), em Curitiba, com a oferta de testes rápidos para diagnóstico das hepatites B e C.

Foram realizados exames em 285 pessoas, com 570 testes.  Em cada atendimento são realizados dois exames para detectar hepatite B e C. Do total de atendimentos, seis testes tiveram resultados positivos para hepatite C e dois para hepatite B. A ação aconteceu na Boca Maldita, no centro da capital. Sila Silmara Magnani, assim que soube que haveria testes gratuitos, se programou para chegar cedo ao espaço. Ela contou que há anos está atenta em relação à saúde do fígado.

“Minha irmã mais velha teve hepatite quando criança e de acordo com os médicos eu também preciso me preocupar. Fiquei sabendo que haveria a ação e vim para fazer o teste”, disse ela. “O atendimento foi excelente e muito rápido, eu achei que teria fila, mas cheguei e já fui atendida”, comentou.

Quanto mais cedo

De acordo com Francisco Carlos dos Santos, técnico da Divisão de Vigilância das Infecções Sexualmente Transmissíveis, Hepatites Virais e Tuberculose (DVDST) da Secretaria da Saúde, a preocupação de Sila Magnani tem sentido. “Quanto mais cedo for diagnosticada a doença, mais eficiente é o tratamento”, diz o técnico. “É importante ficar sabendo precocemente se a pessoa entrou em contato ou não com o vírus da hepatite B e C. Caso o resultado seja positivo é possível encaminhar para novos testes ou diretamente para o tratamento adequado”, explica.

Todas as pessoas

A realização de testes para hepatite não tem idade específica e é importante que todas as pessoas façam. Ivo Clovis caminhava pela rua XV de Novembro e percebeu que a ação acontecia. “Estava passando e parei para fazer o teste. O atendimento foi muito bom, muito legal, simples, sem dor e rápido. A prevenção é muito importante, principalmente para pessoas como eu, um jovem idoso”, disse ele.

Riscos

O médico cirurgião do aparelho digestivo do Instituto para Cuidado do Fígado (IFC), Henrique Cesar Higa, esclarece que as hepatites podem ser contidas. “Ações como essa são importantes para conscientizar a população em geral dos riscos que as hepatites têm. E o diagnóstico precoce é fundamental para antecipar e poder promover o tratamento adequado para esses pacientes”, afirma o médico, ressaltando que as hepatites B e C são preveníveis e podem acarretar complicações no futuro por isso, o quanto antes devem ser diagnosticadas.

Campanha

A campanha é uma ação da Secretaria da Saúde, por meio da Divisão de Vigilância das Infecções Sexualmente Transmissíveis, Hepatites Virais e Tuberculose (DVDST), em parceria com o Serviço Social do Comércio (Sesc), Secretaria de Saúde de Curitiba, e Instituto de Cuidados com o Fígado (ICF), para reforçar as medidas de prevenção e o tratamento correto às hepatites virais

Fique atento

A hepatite é uma doença silenciosa e pode apresentar sintomas como mal-estar, fraqueza, dor de cabeça, febre baixa, falta de apetite, cansaço, náuseas e desconforto abdominal na região do fígado, icterícia (olhos e pele amarelados), fezes esbranquiçadas e urina escura.

A prevenção da doença são ações simples: lavar bem as mãos, ingerir somente água filtrada ou fervida, lavar bem os alimentos antes do consumo, sempre usar preservativos nas relações sexuais, evitar contato com sangue, exigir material esterilizado ou descartável em consultórios médicos, dentários, salões de beleza, estúdios de tatuagem e colocação de piercing, não compartilhar agulhas ou seringas, lâminas de barbear, escova de dentes, entre outros hábitos de higiene padrão.

SUS

O diagnóstico da doença é feito através de teste rápido e/ou sorologia. Atualmente, o Sistema Único de Saúde (SUS) oferece esses testes para diagnóstico das hepatites B e C, e caso necessário, disponibiliza tratamentos para a doença, ambos os serviços são gratuitos.

AEN

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios