Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

A Secretaria Municipal de Saúde orienta a população a redobrar os cuidados com o mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, durante o período de férias. Isso porque, nesta época, é comum muitas pessoas saírem em viagens e é fundamental não descuidar dos quintais para não haver acúmulo de água e, consequentemente, a proliferação do mosquito.

O secretário municipal de Saúde, Felippe Machado, solicitou, aos cidadãos que forem viajar, que peçam para um vizinho ou familiares para cuidar de seus quintais, fazendo a verificação dos mesmos pelo menos duas vezes na semana. “Antes de sair em viagem é importante tomar alguns cuidados, como tampar piscinas, caixas d´água, ralos e recolher, dos quintais, objetos que podem acumular água. Além disso, é fundamental que alguém fique responsável por averiguar, pelo menos duas semanas, se não há acumulo de água em algum local”, orientou.

Também é importante verificar recipientes como pratos de plantas e bebedouros dos animais, pois os principais focos têm sido encontrados dentro das casas das pessoas. Com relação aos bebedouros, a orientação é para a população lavar e trocar a água todos os dias.  Felippe também salientou que houve um aumento de nove casos confirmados de pessoas com dengue, com relação à última semana. “Isso é um alerta de que precisamos redobrar os cuidados”, frisou.

O secretário informou ainda que o Município tem executado um série de atividades para combater o Aedes, como as de campo e as educativas. “Intensificamos as ações, principalmente nas localidades onde há maiores focos, apontados pelo último Levantamento Rápido de Infestação do Aedes aegypti (LIRAa) de 2017, divulgado no dia 29 de novembro. Também estamos articulando uma iniciativa, em parceria com a Secretaria Municipal de Educação, para que os alunos sejam agentes de conscientização dos pais”, informou.

O resultado do último LIRAa apontou um índice geral de 4,3%, caracterizando situação de risco epidemiológico, o que significa que a cada 100 casas vistoriadas pelos agentes, mais de quatro estavam com focos positivos do mosquito. As localidades que obtiveram os maiores índices em toda a região urbana de Londrina foram: Chácara Eucaliptos (38%); Chácara São Miguel (37%); no Royal Golf (30%); Parigot de Souza (24%); Parque Industrial Germano Balan (21%); Petrobras (21%); Vila Casoni (15%); Jardim Rosicler (15%); Jardim Oriente (14%) e Parque das Indústrias Leves (14%).

A gerente de Vigilância Ambiental da Secretaria Municipal de Saúde, Diana Martins, alertou a população para o cuidado dobrado com o aumento das temperaturas devido ao verão que se aproxima. “Se a população não se conscientizar e cuidar de seus imóveis, fazendo a vistoria com frequência, tapando os recipientes que podem acumular água, lavando os vasos e potes de plantas e tendo cuidado com ações simples, podemos chegar a índices mais altos em janeiro. Por isso, precisamos da colaboração de todos no combate à dengue”, ressaltou.

Lembrando que os ovos do Aedes aegypti podem sobreviver por até 450 dias em ambientes secos, podendo vir a eclodir no verão, devido às chuvas e temperaturas mais altas. Por isso, a orientação é para que a população dedique pelo menos 10 minutos, a cada dois dias, para vistoriar os seus quintais e casas, recolhendo objetos que podem acumular água. Além da dengue, o mosquito Aedes aegypti também pode transmitir a febre chikungunya, o zika vírus e a febre amarela.

Números da dengue - A Secretaria Municipal de Saúde divulgou, na quarta-feira (13), o relatório semanal com os dados sobre a dengue em Londrina. Do início do ano até o momento, foram registradas 3.685 notificações relacionadas à doença. Deste total, 43 casos foram confirmados e 3.079 descartados. Outros 563 estão em andamento, aguardando o resultado de exames laboratoriais.

N.com

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios


Notice: Undefined variable: usuario_tk in /var/www/vhosts/jornaluniao.com.br/httpdocs/widget_footer.php on line 245
NULL