Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

A experiência do Paraná na qualificação da atenção primária à saúde foi apresentada nesta quarta-feira (24), em Brasília, durante a 7ª Assembleia do Conass, o Conselho Nacional de Secretários Estaduais de Saúde. Destaque para o projeto de tutoria implantado no Estado, que adota um sistema de concessão de selos da qualidade às unidades de saúde que se destacam no atendimento à população.

O secretário estadual da Saúde, Michele Caputo Neto, explica que o objetivo é aprimorar a gestão da qualidade dos serviços prestados. "Investimos bastante em estrutura e equipamentos, mas são os profissionais da saúde que fazem a diferença no bom atendimento às pessoas. Por isso, neste projeto, temos como foco principal a educação permanente e a integração das equipes para fazer uma verdadeira mudança no modelo assistencial", declarou.

524 UNIDADES - Criado em 2014, o projeto de tutoria já está presente em 524 unidades de saúde de 308 municípios paranaenses. Ele faz parte da segunda etapa das ações de educação permanente do programa de qualificação da Atenção Primária à Saúde (Apsus), desenvolvido pela Secretaria Estadual da Saúde. Na primeira fase, o Estado promoveu nove oficinas temáticas sobre diretrizes importantes da política pública de saúde. Os eventos envolveram mais de 38 mil profissionais de todas as regiões do Paraná. 

Segundo Caputo Neto, neste ano, a intenção é expandir a experiência para todo o Estado, com o apoio das 22 regionais de saúde. "Esta é uma intervenção importante que traz benefícios inestimáveis à população. São mudanças na rotina das unidades, como o agendamento de consultas, a identificação e o atendimento prioritário de pacientes de risco, entre outras ações que reduzem o tempo de espera do paciente e acaba com as filas", ressaltou.

PROCESSO – Para serem contempladas com o selo de qualidade (bronze, prata e ouro), as unidades de saúde passam por uma avaliação criteriosa que verifica mais de 100 itens, entre estrutura e processos de trabalho. A concessão do selo é resultado da tutoria, onde técnicos das regionais de saúde se colocam à disposição das equipes municipais para apoiar na qualificação dos serviços, seguindo linhas-guias e protocolos preconizados pelo programa Apsus.

AEN

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios