Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

A iniciativa privada tem sido forte aliada da vacinação contra a Covid-19 em Sertanópolis, a 45 km de Londrina.

 O Moinho Globo, uma das grandes empresas da região, disponibilizou seu moinho do centro da cidade - por ora parcialmente desativado -  para servir como local de vacinação no sistema drive thru. A  estrutura vem servindo bem à finalidade de  circulação dos veículos e proporciona mais conforto  para a equipe de vacinadores, tanto  no atendimento ao público, quanto na funcionalidade.  Antes disso a vacinação estava sendo realizada a céu aberto no  pátio da igreja matriz e as filas e a falta de estrutura geravam reclamações.

A secretária de Saúde de Sertanópolis, Daiany Kozan Levistki, avalia a parceria como  bastante positiva. “A questão do local de vacinação vinha sendo um de nossos grandes desafios, pois é preciso respeitar medidas sanitárias, distanciamento,  condições para higienização das mãos, além de proporcionar um conforto mínimo tanto para a comunidade quanto para a equipe de vacinadoras”, destaca.

A vice-presidente do Moinho, Paloma Venturelli, reforça a importância da iniciativa privada no combate à pandemia. “Acreditamos que temos muito a colaborar  com a vacinação contra a Covid, seja oferecendo estrutura, apoio em recursos humanos. Nos Estados Unidos, grandes empresas se mobilizaram numa força-tarefa  para combater a pandemia. Acredito que no Brasil poderíamos também fazer mais”, analisa.

Voluntários

Além do local, o Moinho Globo liberou do trabalho um grupo de colaboradores que se prontificaram a  atuar  como voluntários  para ajudar no local da vacinação. Foi feita  uma escala de quatro até oito pessoas - conforme necessidade nos dias e horários – e esses funcionários auxiliam a equipe da Secretaria de Saúde em tudo o que é preciso, principalmente na organização da fila – seja de carros ou pedestres. “Isso acelerou o processo e reduziu bastante o tempo de espera das pessoas”, explica Paloma.

O Moinho  também  providenciou mesas como suporte para os vacinadores; cadeiras para  quem  não vai ao local de carro para que aguarde sua vez bem acomodado; álcool gel, máscaras;  lanches para as vacinadoras,  café e água, banheiros à disposição, água  corrente para lavagem de mãos “São coisas simples mas que fazem muita diferença se compararmos com locais anteriores a céu aberto e quase nenhuma estrutura”, observa a vice-presidente.

Empresa pretende adquirir vacinas para funcionários

O Moinho Globo emprega 230  pessoas em Sertanópolis na produção de farinha de trigo e derivados do cereal e já definiu que vai adquirir vacinas contra a Covid-19 para imunizar todos os seus colaboradores assim que isso  for possível. No último dia 07, a Câmara dos Deputados concluiu a votação do projeto que permite à iniciativa privada comprar vacinas para a imunização de empregados, desde que seja doada a mesma quantidade ao Sistema Único de Saúde (SUS). A proposta será agora enviada para análise do Senado.

Segundo Paloma Venturelli, a expectativa é grande para que isso ocorra  brevemente e a direção da empresa avalia que a compra com recursos próprios é uma forma de contribuir para  a imunização de um maior número de pessoas em  um tempo menor.

Cristina Luchini/Asimp

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.