Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Tamarana tem terceiro óbito de paciente diagnosticada com Covid-19

Uma moradora de Tamarana de 31 anos diagnosticada com Covid-19 veio a óbito ontem (27) em uma unidade hospitalar de Londrina. A paciente era da Terra Indígena Apucaraninha e se encontrava internada em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) desde o início da semana.

Ela estava grávida e já cumpria isolamento domiciliar, mas, por complicações na gestação, procurou ajuda médica no último domingo (23) e, de imediato, foi encaminhada pela Secretaria municipal de Saúde para unidade hospitalar de referência para a região. O feto perdeu a vida antes de a mãe falecer.

A Secretaria de Saúde e a equipe da prefeitura expressam suas condolências à família da vítima e à comunidade kaingang. O município também reforça que, por determinação federal vigente desde março, os indígenas precisam procurar permanecer em seu território e a população externa não deve visitar a área.

Reunião nesta sexta-feira

Autoridades de órgãos de saúde municipais, do estado e do governo federal têm reunião remota programada para a tarde desta sexta-feira (28) que terá como pauta o combate à Covid-19 na Terra Indígena Apucaraninha.

Está prevista a participação de representantes da Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai), da 17ª Regional de Saúde e das secretarias de Saúde de Tamarana e de Londrina. A agenda havia sido marcada antes do óbito desta quinta-feira.

Casos no município

Tamarana passou a três mortes de pacientes infectados pela Covid-19. O boletim mais recente da Saúde municipal registra 89 casos confirmados, dos quais 25 se encontram ativos (cinco deles estão hospitalizados e outros 20 fazem isolamento domiciliar). Em breve, esses números serão atualizados integralmente.

Lucas Marcondes Araújo/NCPMT

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios