Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

O Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar) receberá um aporte do Ministério da Saúde no valor de R$ 82 milhões para a construção do Centro de Desenvolvimento e Produção de Medicamentos Biológicos, em Maringá, onde o instituto está instalado há mais de 30 anos. O contrato de repasse foi publicado em Diário Oficial neste mês.

O projeto de infraestrutura do centro já foi licitado e contratado. Já a licitação da construção deve acontecer ainda no primeiro semestre de 2018. A partir do início da construção, estima-se que o centro deve estar em pleno funcionamento em até dois anos e meio.

Em 2017, o Ministério da Saúde assumiu o compromisso com o Tecpar para o fornecimento de seis medicamentos usados no tratamento de câncer e de artrite reumatoide. O ministério definiu que o Tecpar vai abastecer 50% do que é usado hoje pelo SUS dos medicamentos Bevacizumabe e Infliximabe, 40% do Trastuzumabe, 30% do Adalimumabe e 20% do Etanercepte e do Rituximabe. O Trastuzumabe deve ser fornecido no início do segundo semestre de 2018 e o Infliximabe no final do ano – os demais, devido à patente, só serão fornecidos a partir de 2019.

Durante a construção do centro, a unidade do Tecpar que opera em Maringá realizará a fase de importação e distribuição dos medicamentos. "Essa é uma das etapas do programa de Parcerias para o Desenvolvimento Produtivo (PDP), que prevê, em um primeiro momento, a importação dos produtos, para que, no decorrer da parceria, a empresa detentora da tecnologia faça a transferência de tecnologia ao Tecpar para que o instituto passe então a produzir os medicamentos", explica Júlio C. Felix, diretor-presidente do Tecpar.

A nova unidade contará, em um primeiro momento, com uma fábrica de finalização de medicamentos biológicos, um centro de distribuição e o laboratório de Controle da Qualidade. A unidade de fill and finish tem como objetivo realizar a formulação, envase, embalagem e armazenamento de medicamentos produzidos pelo instituto. Nos próximos anos, novas plantas biológicas serão instaladas no local.

Asimp/Tecpar

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios