Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.
Saúde 25/05/2017  09h15

Vacinação contra a gripe termina nesta sexta-feira (26)

Das 167 mil pessoas previstas para serem vacinadas contra influenza em Londrina, cerca de 73%% já foram imunizadas

Termina nesta sexta-feira (26), a campanha de vacinação contra a influenza, iniciada no dia 17 de abril. Até agora, das 167 mil pessoas previstas para serem vacinadas contra influenza em Londrina, cerca de 73% já foram imunizadas, índice correspondente a 115.800 pessoas no total.

Até o momento, os grupos prioritários com a adesão mais baixa são crianças de 6 meses a cinco anos, com 13.100 doses aplicadas (43% do previsto), e professores da rede pública ou particular, com 4.140 imunizações realizadas (42% da previsão). Por outro lado, o grupo de idosos atingiu o índice de 86% da meta prevista, tendo imunizado até o momento 56.300 pessoas com idade igual ou superior a 60 anos.

Para se vacinar, até sexta-feira (26) o público-alvo da campanha pode procurar a Unidade Básica de Saúde (UBS) mais próxima de sua residência, tanto da zona urbana quanto da rural. A coordenadora de Imunizações da Secretaria Municipal de Saúde, Sônia Fernandes, solicitou que as pessoas aproveitem a oportunidade de se vacinarem. “Lembrando que entre tomar a vacina e ela fazer efeito leva em torno de 10 a 15 dias”, frisou.

A vacinação é destinada aos seguintes grupos: pessoas com 60 anos de idade ou mais; crianças com idade de seis meses a menores de cinco anos; gestantes e puérperas, no período até 45 dias após o parto; trabalhadores de saúde dos serviços públicos e privados; população privada de liberdade, incluindo adolescentes e jovens sob medidas socioeducativas; funcionários do sistema prisional; pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis ou em condições clínicas especiais, que possuam prescrição médica; e professores de escolas públicas e privadas, que estejam em atividade.

Para receber a vacina, é preciso apresentar na UBS o documento de identidade com foto e, no caso das crianças, carteira de vacinação. Para os doentes crônicos também é necessário levar a solicitação médica que conste a doença de base; os professores devem levar declaração da instituição que é vinculado e documento de identificação com foto; e as puérperas precisam levar o registro de nascimento ou declaração de nascidos vivos.

Sobre a vacina - A vacina é trivalente, ou seja, protege contra os três tipos de vírus que mais causam complicações: H1N1, H3N2 e Brisbane. Foram produzidas pelo Instituto Butantan e InstitutoButantan/Sanofi Pasteur-França e disponibilizadas pelo Ministério da Saúde.

A aplicação ocorre em dose única. Porém, em crianças com idade até oito anos, pode haver a necessidade de duas doses, com intervalo de 30 dias entre elas. A vacina contra influenza não pode ser aplicada em pessoas com histórico de alergia grave à proteína do ovo de galinha, ou qualquer componente da vacina. Caso haja necessidade, é permitida a aplicação simultânea com outras vacinas.

N.com

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios