Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.
Assembleia Legislativa do Estado do Paraná

O deputado estadual Cobra Repórter, vice-líder do Governo, apresentou requerimento na Assembleia Legislativa ontem (11), solicitando, em caráter de urgência, o chamamento de estudantes de graduação das universidades das áreas de saúde, como enfermagem, medicina e fisioterapia e outras pertinentes para que, após vacinados prioritariamente, façam parte de uma força auxiliar remunerada de combate à Covid-19. Este trabalho poderia ser considerado estágio obrigatório, na condição inclusive de estágio obrigatório, que consta nos termos Portaria nº 492, de 23 de março de 2020, do Ministério da Saúde.

"A situação está bastante difícil. Além da superlotação, os hospitais ainda enfrentam a falta de pessoal para o trabalho. Por isso, no meu entendimento, chegou a hora da convocação dos alunos das universidades, em especial as públicas, para retribuírem o que o Estado faz pela sua educação. A população precisa, neste momento, de pessoas para atuarem na linha de frente do combate à Covid-19", defendeu o deputado.

Ele ressaltou que estes estudantes deverão passar por qualificação, instrução e a devida vacinação. Os alunos dos cursos da área de saúde atuariam no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS) para contenção da pandemia, de forma integrada com as atividades de graduação. Em caráter excepcional e temporário, poderá ser anotado o estágio curricular obrigatório para os alunos dos cursos de graduação em Medicina, Enfermagem, Fisioterapia e Farmácia, na forma da Portaria nº 356/GM/MEC, de 20 de março de 2020.

Meire Bicudo e Veruska Barison/Asimp

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios