Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

A campanha global em prol da segurança no trânsito começa em Ibiporã através de uma solenidade hoje (7)

Começou oficialmente na quinta-feira (2), em todo o Paraná, a campanha ‘’Maio Amarelo’’, que visa diminuir o número de acidentes no trânsito e preservar a vida. Este ano, o tema da campanha é “Maio Amarelo - no trânsito, o sentido é a vida”, e apela para o poder das crianças em influenciar o comportamento dos pais.

A Prefeitura Municipal de Ibiporã, por meio do Departamento Municipal de Trânsito, em parceria com a Circunscrição Regional de Trânsito (66ª Ciretran) e demais secretarias, programou ao longo deste mês uma série de ações, como palestras em escolas, e para motoristas da TIL, simulação de trajetos e sinalização, jogos interativos e blitze educativas. “A educação é a mais importante ferramenta de formação da cidadania. Quanto mais cedo envolvermos crianças e adolescentes em ações desta natureza, maiores são as chances de alcançarmos êxito na construção de um trânsito democratizado, assegurando ao mesmo tempo o direito de todos de ir e vir com segurança", defende o diretor do Departamento de Trânsito, Euller Alexandre Gualberto.

A programação inicia-se hoje (7), às 19:30, no Cine Teatro Padre José Zanelli. A solenidade contará com uma palestra ministrada pelo inspetor da Polícia Rodoviária Federal, Wagner Stochi, e contará com a presença voluntária de vítimas de acidentes de trânsito, motoristas da Prefeitura, Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (Samae), Associação Comercial e Empresarial de Ibiporã (Aceib)i, e demais segmentos da sociedade civil organizada, autoridades municipais, estaduais e federais.

Metas

A intenção da Organização das Nações Unidas (ONU) com a “Década de Ação para a Segurança no Trânsito” é poupar, por meio de planos nacionais, regionais e mundiais, cinco milhões de vidas até 2020. “Lamentavelmente, a cada dia, cresce o número de vidas ceifadas e/ou sequeladas no trânsito das nossas cidades, em parte, em decorrência da imprudência ao volante. Entendemos que a nossa ação deve ser incisiva no âmbito da educação, com medidas que possam culminar com a formação de cidadãos mais conscientes, enquanto pedestres e/ou condutores de veículos”, ressalta o diretor do DTransito.

De acordo com o Observatório Nacional de Segurança Viária, os acidentes não acontecem, mas sim são frutos de escolhas inadequadas e arriscadas. A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que se nada for feito 1,9 milhão de pessoas devem morrer no trânsito em 2020 (passando para a quinta maior causa de mortalidade) e 2,4 milhões, em 2030. Nesse período, entre 20 milhões e 50 milhões de pessoas sobreviverão aos acidentes a cada ano com traumatismos e ferimentos.

O Maio Amarelo ocorre simultaneamente em 27 países e 423 cidades diferentes. O mês de conscientização foi lançado em 2014 a partir da “Década de Ações para segurança no Trânsito”, ação da Organização das Nações Unidas (ONU) sobre mortes no trânsito em todo o mundo.

NCPMI

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios