Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

A Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização (CMTU) lança na próxima quarta-feira (2), às 9h, na Praça Nishinomiya, região leste, a programação do Maio Amarelo 2018 em Londrina. O evento tem participação da Guarda Municipal (GM), Polícia Militar (PM), Polícia Rodoviária Estadual (PRE), Polícia Rodoviária Federal (PRF) e do Detran. Marcam presença também alunos da rede municipal e representantes do Corpo de Bombeiros, do Tiro de Guerra, da Econorte e de empresas parceiras.

Na oportunidade, como largada no calendário de ações, os participantes farão uma caminhada de aproximadamente 500 metros para chamar a atenção para o grande número de mortos e feridos no trânsito local.

Na quinta e na sexta-feira (dias 3 e 4), em avenidas de grande movimentação em diversas áreas da cidade, blitze educativas da campanha “Olhe e Sinalize” vão orientar condutores sobre a importância de dar preferência ao pedestre durante as travessias nas faixas de segurança. A iniciativa será acompanhada por distribuição de panfletos e adesivos alusivos ao tema.

Entre os dias 7 e 12, com o mote “Ambulância não é carona”, encenações curtas e impactantes, realizadas no período noturno em bares e restaurantes, pretendem sensibilizar o público quanto aos perigos da combinação letal entre álcool e direção.

Do dia 15 ao dia 19, o patrulhamento contra o excesso de velocidade será intensificado nas vias do município, inclusive durante a noite. O objetivo é que os motoristas flagrados abusando do acelerador no decorrer das diligências sejam parados e recebam instruções educativas.

Voltada exclusivamente aos motociclistas, a blitz “Pilote em direção à vida”, desenvolvida nos dias 24 e 25, visa trazer orientações gerais de segurança a esta parcela do trânsito tão afetada pela violência viária.

Já no final da programação, entre os dias 29 e 30, mais uma edição da pedalada Ciclo Sesc, somada a intervenções em vagas de estacionamento, propõem incentivar formas de transporte que favoreçam a mobilidade urbana.

Maio Amarelo – Desenvolvido em várias cidades como ferramenta no combate ao alarmante número de pessoas mortas e feridas na dinâmica viária, o movimento Maio Amarelo visa unir poder público e sociedade na discussão e proposição de soluções para o problema da violência no trânsito.  

Além de propor ações que valorizem a vida e incentivem comportamentos de tolerância e empatia, a iniciativa tem por objetivo evidenciar a responsabilidade de cada um na construção de relações humanizadas no dia a dia das ruas. Só em 2017, 90 pessoas morreram no trânsito em Londrina. No total, as vias do município contabilizaram 3.711 acidentes com 4.395 feridos.

Assimp/CMTU

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios