Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Foi realizada nesta quinta-feira (24), em sessão solene na Câmara Municipal de Londrina, a sexta edição da entrega do selo “Arma não é brinquedo”. Ao todo, 34 lojistas da cidade receberam a certificação. Destes, 17 são novos adeptos e outros 17 estão renovando a validade por mais dois anos. Com isso, o município de Londrina agora passa a ter 81 comerciantes integrando a campanha.

O selo “Arma não é brinquedo” identifica pontos de comércio como estabelecimentos que não comercializam armas de brinquedo e os reconhecem como incentivadores da conscientização e reflexão sobre a paz na sociedade. Em vigor desde 2011, o selo tem respaldo na Lei Municipal 9.188, criada em 2003, que proíbe a venda de armas de brinquedo, incluindo aquelas que possuam partes coloridas, atirem água, bolhas de sabão ou balas de brinquedo.

Durante a solenidade, o secretário do Compaz e coordenador da ONG Londrina Pazeando, Luis Claudio Galhardi, salientou que tanto a lei municipal quanto o selo possuem caráter educativo e de reflexão, fazendo com que Londrina seja uma referência nacional no processo de estímulo e fortalecimento da cultura de paz. “A entrega do selo é a culminância de um trabalho de conscientização que é realizado junto aos comerciantes do Município, envolvendo a importante colaboração dos veículos de mídia, das escolas e professores, das forças de segurança e entidades parceiras. A adesão dos lojistas tem sido muito gratificante e todos estão de parabéns”, disse.

Galhardi ainda destacou que o grande objetivo da campanha é erradicar, aos poucos, as armas de brinquedo no comércio local e transferir uma cultura da violência, existente na sociedade, para o fortalecimento da cultura de paz. “Precisamos sempre levantar essa reflexão de que arma realmente não é brinquedo, trabalhando isso para que as crianças possam entender o que é a violência, a não-violência, o convívio pacífico, e levar esses conhecimentos para suas casas”, completou.

A autora da Lei Municipal nº 9.188, vereadora Sandra Graça, ressaltou que a lei, desde sua criação, tem como essência questões importantes que são disseminadas para toda a rede escolar de Londrina, além de mobilizar o comércio da região e os órgãos públicos. “É um trabalho muito importante que coloca nosso Município como um exemplo para todo o Brasil no processo de construção da cultura de paz”, destacou.

Comerciante - Um dos empresários locais contemplados com o selo “Arma não é brinquedo” foi Antônio Giufrida, 70 anos, proprietário de um bazar localizado na avenida Saul Elkind, na região norte. “Essa iniciativa é importante, necessária e deveria acontecer não somente em Londrina, mas em todas as cidades, para incentivar a população a participar e colaborar com a educação e diminuição da violência”, comentou.

Também participaram da cerimônia desta quinta-feira (24) integrantes do Conselho Municipal de Cultura da Paz (Compaz) e da ONG Londrina Pazeando, órgãos que conduzem as atividades do movimento municipal que é de responsabilidade da Prefeitura de Londrina e da Câmara Municipal. Ainda estiveram presentes representantes da Polícia Militar, da Guarda Municipal, além de membros de secretarias municipais, autoridades, entidades parceiras, além de 50 alunos da Escola Municipal Maria Carmelita Vilela Magalhães. Após a entrega do selo, os participantes realizaram um abraço simbólico pela paz.

N.Com

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios