Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

O debate desta quinta-feira (16), em Londrina, sobre os desafios do combate ao crime organizado, ganhou uma importante adesão espontânea: o coordenador estadual do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), Leonir Batisti, informou à organização que estará presente ao evento, marcado para as 19h30, no plenário da Câmara Municipal. “É um evento importante, do qual faço questão de participar”, disse Batisti, que é procurador de justiça.

Organizado pelos sindicatos dos jornalistas e dos professores do ensino superior (Sindiprol/Aduel) e pelo grupo “Vai Gaeco”, com mais de 15 mil seguidores nas redes sociais, o debate vai reunir promotores que atuam nas investigações sobre corrupção – relativas às operações Publicano e Voldemort – e aliciamento de crianças e adolescentes para prostituição. E é aberto a todas as pessoas e entidades que queiram participar.

“Trata-se de um debate apartidário, para manifestar apoio ao Gaeco e informar a população em geral sobre o andamento das investigações e as dificuldades que os promotores enfrentam no combate ao crime organizado”, afirma o presidente do Sindiprol/Aduel, Renato Lima Barbosa.

“Manifestar-se nas redes sociais é importante, mas este é o momento das pessoas terem um posicionamento mais efetivo”, ressalta a criadora do grupo “Vai Gaeco”, Neli Beloti. “Precisamos, agora, lotar a Câmara para mostrar apoio às investigações.”

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios