Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

A  um  mês  do  Natal,  as  fachadas  de residências e estabelecimentos comerciais começam  a ganhar o brilho das festas de final de ano. Além do  pinheiro tradicional,  os  acessórios de iluminação garantem ainda mais beleza aos enfeites, mas exigem cuidados em sua instalação.

Para  evitar  que  a  iluminação  natalina  seja causa de acidentes com choques  elétricos  e  curtos-circuitos, a Copel sugere alguns cuidados simples  na  instalação  e  operação desse tipo de decoração, a começar pela compra dos materiais que serão utilizados. Além  de  procurar  enfeites com boa procedência, que possuam o selo de certificação   do   Instituto   Nacional  de  Metrologia,  Qualidade  e Tecnologia  (Inmetro),  é  importante verificar se a indicação de uso é adequada  para a finalidade pretendida.

No caso dos cordões de luz, por exemplo,  há  modelos  indicados  para  uso  em  ambientes  internos ou externos – e até submersos na água.

Para  quem vai reaproveitar materiais utilizados nos anos anteriores, a dica  é verificar a condição geral de fios, plugues e conexões antes da instalação, protegendo as emendas com fita isolante de boa qualidade. O equipamento só deve ser ligado na tomada após a conclusão da montagem e toda  manutenção  ou troca de lâmpadas deve ser feita com o equipamento desligado. Outra  recomendação  importante  é assegurar-se de que a capacidade e a resistência  dos  condutores  (tanto  da  fonte  de  energia quanto dos enfeites  em  si)  sejam  compatíveis  com  a carga elétrica requerida, observando o correto dimensionamento de cabos e fios. Se  for  preciso  ligar  mais  de  um  equipamento  na  mesma tomada, é recomendado  substituir  o “T” ou benjamin por um filtro de linha. Esta medida   previne   o   aquecimento   dos   fios   e   a  ocorrência  de curtos-circuitos, que podem provocar incêndios. Na decoração de sacadas e  fachadas  prediais,  é  preciso  prestar atenção à distância entre a ornamentação  e  a  rede  elétrica  da  rua.  Na  dúvida,  consulte  um profissional qualificado.

ALERTA  -As  instalações  elétricas apresentam alguns sinais quando não estão  adequadas ao uso. O primeiro é o aquecimento da fiação, tomadas, pinos  e  conexões.  O  segundo  é  o cheiro característico de plástico queimando. Ao  perceber  qualquer  um desses sinais, o consumidor deve desligar imediatamente os equipamentos das tomadas e realizar detalhada verificação  nas  instalações.  A persistência do aquecimento provoca a deterioração  dos  isolamentos, o que pode provocar um curto-circuito e princípio de incêndio.

O  consumidor também deve se lembrar de desligar os equipamentos quando não estiverem sendo utilizados, evitando o desperdício de eletricidade.

Estas  e  outras  orientações de segurança com a energia elétrica estão disponíveis no site www.copel.com

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios