Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

O governador Beto Richa esteve em Ponta Grossa ontem (29/05) para recepcionar 229 novos Policiais Militares que atuarão no 4º Comando Regional da PM, que atende a 70 municípios da região dos Campos Gerais.

Eles fazem parte de um grupo de 2.500 policiais e bombeiros contratados pelo Estado no final do ano passado e que concluíram a primeira etapa da formação. Nos próximos três meses eles atuarão nas ruas sob a supervisão de policiais mais experientes. Também receberão novos policiais Maringá, Cascavel e Londrina. Na quarta-feira, o governador recebeu os 917 Policiais e Bombeiros que atuarão na Região Metropolitana de Curitiba (RMC) e Litoral.

“É obrigação do governo estadual garantir vida melhor, mais segura, com ordem e paz às famílias paranaenses. E estamos conseguindo atender a esse anseio da população, com combate à criminalidade de forma implacável, mas com planejamento, organização e investimentos vigorosos em todo o Estado”, afirmou Richa.

O governador disse que desde 2011 e até o final de 2014, o governo estadual terá contratado cerca de 10 mil novos profissionais para as polícias Militar, Civil e Científica. Destes, 8.500 são policiais e bombeiros militares. Nos Campos Gerais, além dos 229 novos profissionais que estão sendo incorporados outros 250 policiais militares já foram destacados para a região.
“Estamos contratando, também, mais 536 profissionais da Polícia Civil, dos quais 75 delegados. Pela primeira vez na história do Estado, todas as comarcas contarão com um delegado”, afirmou. Dos 413 novos investigadores, 40 irão atuar nos Campos Gerais.

A solenidade em Ponta Grossa contou com a presença do secretário estadual da Segurança Pública, Leon Grupenmacher; do comandante-geral da Polícia Militar, coronel César Vinícius Kogut; e do prefeito de Ponta Grossa, Marcelo Rangel.

Paraná Seguro

Richa disse que o aumento no efetivo compõe uma série de grandes investimentos para ampliar a segurança e combater a criminalidade. Foram adquiridas quase 1.500 novas viaturas policiais e equipamentos para garantir melhor condição de trabalho aos profissionais, além de investimento em inteligência e operações policiais sistemáticas que acontecem no Estado, com combate ao narcotráfico e prisão de traficantes. “As ações já produzem grandes resultados, mas queremos avançar ainda mais”, afirmou Richa.

O secretário da Segurança Leon Grupenmacher disse que, além de mais policiais nas ruas, o Paraná conta hoje com profissionais qualificados, bem preparados e com melhores condições de trabalho. “Essa atual gestão implementou uma política não só de aumento de efetivo, mas também aumento de qualidade de serviço para a população e para os próprios policiais. Isso reflete em queda nos índices de criminalidade em todo o Estado. Em Ponta Grossa, o número de assassinatos caiu 31% em 2013, em comparação a 2010. No Paraná, a redução foi de, em média, 20% no período.

O comandante-geral da Polícia Militar, coronel César Vinícius Kogut, ressaltou que os 479 policiais destacados para a região são um reforço importante e melhora qualidade da segurança pública. “O preparo dos policiais que seguem agora para as ruas com acompanhamento supervisionado é muito positivo. A comunidade sentirá o impacto da chegada destes novos profissionais”, disse ele.

Sinergia

“O investimento em segurança pública é sempre muito bem vindo. A população de Ponta Grossa está satisfeita com as ações do governo estadual em todos os setores”, afirmou o prefeito Marcelo Rangel. Ele ressaltou que a cidade é uma das que mais se desenvolvem no Paraná no aspecto econômico, com muitas indústrias, e também na logística, com obras de infraestrutura urbana e rodoviária. “Isso acontece, principalmente, por termos uma sinergia muito grande entre a prefeitura e o Governo do Estado”, disse Rangel.

Ele fez um reconhecimento ao trabalho da polícia na região, destacando o Núcleo da Divisão Estadual de Narcóticos (Denarc), implantado pelo atual governo, para combater o tráfico de drogas em toda a região dos Campos Gerais.

Campos Gerais

O governador citou outros investimentos para ampliar a segurança e combater a criminalidade em Ponta Grossa e região. Já foram enviadas 104 viaturas, cinco guinchos e dois micro-ônibus.
Foi criado o Núcleo da Divisão Estadual de Narcóticos (Denarc), para combater o tráfico de drogas em toda a região dos Campos Gerais. Em março, cerca de 170 policiais, entre civis e militares, desencadearam a Operação Telêmaco Borba Segura. Na ação, 11 pessoas foram presas e dois adolescentes apreendidos, por envolvimento com tráfico de drogas, armas, roubos e homicídios.

Além de aumentar o efetivo e garantir melhores salários aos policiais, o Governo do Estado investe em capacitação dos profissionais. Um exemplo é o curso promovido pela Divisão Policial do Interior (DPI) da Polícia Civil na Subdivisão de Ponta Grossa. Ministrado por policiais com vasta experiência de campo, o curso visa a requalificação dos policiais para a excelência nas ações cotidianas. Além de treinamentos específicos para o dia a dia, o curso visa o aprimoramento da qualidade do serviço prestado ao cidadão, além de motivar e valorizar o profissional da Polícia Civil.

Participaram da solenidade em Ponta Grossa, o secretário da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, João Carlos Gomes; os prefeitos de Mallet e Castro; o deputado federal Sandro Alex e os deputados estaduais Plauto Miró e Mauro Moraes, além de lideranças locais.

AEN
 

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios