Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Empresários do Centro de Londrina ganharam uma nova ferramenta para comunicar às forças policiais eventuais ocorrências no comércio. Trata-se do projeto piloto “Centro Seguro”, um grupo criado no aplicativo WhatsApp com o objetivo de gerar segurança, prevenção e agilidade no atendimento aos lojistas. O grupo foi criado com a iniciativa da Polícia Militar e comerciantes da Rua Benjamin Constant, e se estendeu para toda a região central da cidade. Ao todo já são cerca de 200 integrantes entre empresários, policiais e guardas municipais. A ação é uma parceria entre ACIL, Sincoval, Polícia Militar e Guarda Municipal.

O “Centro Seguro” foi criado em março e, recentemente, o “grito de socorro” de uma empresária culminou na prisão de um ladrão. O indivíduo entrou em um dos estabelecimentos comerciais com a desculpa de usar o banheiro do local, mas aproveitou a oportunidade para roubar o telefone celular de uma funcionária. A proprietária da loja, imediatamente, acionou o grupo repassando informações sobre o furto e a imagem do homem que havia sido capturada pela câmera de segurança. Com a mensagem instantânea sobre a localização aproximada e a descrição do indivíduo, a polícia militar deu início às operações de busca. O homem foi encontrado e encaminhado à delegacia.

“O grupo recebe um apoio importante da polícia, que se mostra empenhada em estar próxima dos empresários e atenta às situações que ocorrem no nosso dia a dia. Sentimos que o socorro vem mais rápido e isso aumenta a sensação de segurança para trabalhar no comércio. Esperamos que essas ações imediatistas inibam a bandidagem”, explica Angelo Pamplona, empresário e diretor da ACIL. “É um projeto piloto, que sendo bem construído, servirá como modelo para as demais regiões de Londrina. Queremos a cidade toda segura”, completa.

Para o capitão Marcos Tordoro, da Polícia Militar, a criação do grupo no aplicativo vai de encontro com a filosofia de trabalho da corporação. “Entendemos que a única forma de realizar um trabalho preventivo e verdadeiro é estando próximo da comunidade para atingir dois objetivos que são de grande importância para a polícia: diminuir os índices criminais e devolver às pessoas a sensação de segurança. Queremos manter uma interação verdadeira com a população. Por isso, os policiais recebem autonomia para fazer aquilo que as pessoas demandarem deles no dia a dia, desde que não seja ilegal ou imoral. A região do Centro de Londrina é onde há maior circulação de pessoas e dinheiro, e isso chama a atenção dos criminosos”, explica.

O presidente do Sincoval, Ovanes Gava, acredita que a ferramenta será um importante caminho para retomar a sensação de segurança que empresários e consumidores precisam para transitar no comércio.  “Acreditamos que essa iniciativa contribui para o desenvolvimento do nosso comércio, trazendo mais tranquilidade e segurança, além de unir instituições e empresários”.

O próximo passo do grupo é realizar uma palestra gratuita direcionada aos empresários do Centro de Londrina sobre medidas preventivas no comércio.

Interessados em participar do grupo “Centro Seguro” devem entrar em contato com o Sincoval através do telefone 3342-3132 para informar alguns dados como nome, telefone, e-mail e endereço do estabelecimento comercial.

Asimp/Acil

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios