Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Por meio de uma parceria com o Município, serão distribuídos materiais informativos sobre os serviços de atendimento às vítimas de violência

Para dar visibilidade a um dos temas que afetam diariamente a vida de muitas mulheres no Brasil e no mundo, a Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres de Londrina (SMPM) e a Sociedade Norte Paranaense de Farmacêuticos (SONPAFAR) firmaram na terça-feira (28) uma parceria.

O objetivo é promover juntas uma campanha de prevenção e enfrentamento à violência doméstica e familiar contra a mulher no Município. Para isso, o órgão público ajudará distribuindo materiais para a divulgação de informações sobre as diversas formas de violência e os locais onde a sociedade deve denunciar e as vítimas devem buscar ajuda.

A secretária municipal de Políticas para a Mulher, Liange Doy Fernandes, explicou que a prevenção e o enfrentamento à violência doméstica e familiar devem contar com a divulgação ampla de informações sobre o funcionamento da Rede de Enfrentamento à Violência Doméstica, Familiar e Sexual contra a Mulher em Londrina. Isso porque, a rede conta com uma gama de serviços para atender as vítimas e seus dependentes menores de 18 anos, porém para ter acesso a ela, é preciso que as mulheres saibam sobre sua existência, onde buscar ajuda e como denunciar casos de agressão.

Assim, a intenção é contar com a ajuda de farmacêuticos e atendentes de farmácia na divulgação dessas informações. “Precisamos viabilizar o acesso à informação sobre as formas de violência e os serviços disponíveis em Londrina, principalmente, neste momento, em que o isolamento social faz com que muitas vítimas e agressores estejam 24 horas por dia no mesmo ambiente. Além disso, as farmácias são locais mais frequentados pelas mulheres, por isso acreditamos que os profissionais delas poderão nos ajudar”, disse a secretária.

Para o presidente da SONPAFAR, Valquires Godoy, é importante que os farmacêuticos recebam os materiais de divulgação, pois é uma forma deles terem conhecimento e auxiliarem na prevenção da violência. Para isso, segundo ele, todo o material será encaminhado via e-mail pela Sociedade Norte Paranaense de Farmacêuticos. “Os materiais serão amplamente divulgados aos nossos farmacêuticos, pois entendemos a importância da ação preventiva”, afirmou.

A farmacêutica e ex-membro do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher, Leila de Castro Marques Murari, lembrou que várias pessoas quando vão às farmácias adquirir medicamentos ou outros produtos tendem a conversar com os profissionais da saúde, o que abre espaço para uma troca de informações. “Muitas mulheres vão à farmácia e, ao solicitar o produto, conversam com os farmacêuticos e acabam relatando alguma situação de violência. Com essa ação, os profissionais poderão conhecer, orientar e divulgar os serviços de atendimento às mulheres”.

Outros materiais podem ser retirados pelos representantes de farmácias e empresários em geral na sede da Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres, que fica na Rua Valparaíso esquina com a Avenida Higienópolis,  pelo telefone (43) 3378.0119 ou pelo e-mail gabinete.mulher@londrina.pr.gov.br. No mesmo local, os interessados podem firmar outras parcerias com a SMPM através do Programa Juntas Somos Mais. A parceria com a SONPAFAR faz parte do programa.

NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios