Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Quinze integrantes de duas organizações criminosas denunciados por tráfico de drogas foram condenados a até 18 anos de prisão, em decisão da 3.ª Vara Criminal de Londrina, datada do início deste mês. Segundo a denúncia, apresentada pela 16.ª Promotoria de Justiça de Londrina, as quadrilhas distribuíam entorpecentes no Paraná e uma delas teria ligações com o conhecido traficante Fernandinho Beira-Mar, líder da facção criminosa “Comando Vermelho” e que se encontra preso.

Alguns dos condenados estão detidos desde abril de 2013. As prisões ocorreram, após aproximadamente nove meses de investigação, dentro da Operação Viajantes. A megaoperação foi conduzida pelo Núcleo de Londrina da Divisão Estadual de Narcóticos, com acompanhamento da Promotoria de Justiça, e objetivou desarticular o esquema de distribuição de entorpecentes em várias cidades do Paraná. Além de Londrina, as ações foram realizadas em Rio Negro e em Arapongas, oportunidade em que os policiais cumpriram 17 mandados de prisão e cinco mandados de busca e apreensão. Ainda ao longo das investigações, foram apreendidos 55 quilos de drogas (especialmente crack, cocaína e maconha), avaliadas em cerca de R$ 1,3 milhão e oriundas do Paraguai.

Acolhendo o pedido da promotora de Justiça Márcia Regina de Menezes dos Anjos, a Justiça sentenciou seis dos acusados pelos crimes de associação para o tráfico de drogas e tráfico de entorpecentes e nove por associação para o tráfico de drogas. As maiores penas foram aplicadas contra os líderes dos dois grupos criminosos (no caso, 18 e 16 anos de reclusão). Ainda cabe recurso da sentença.

Assessoria de Comunicação/Ministério Público do Paraná

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios