Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Realizada nas imediações do calçadão, atividade promete chamar a atenção de motoristas e pedestres

Nesta sexta-feira (3), ao meio-dia, a Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização (CMTU) realiza atividade surpresa no centro da cidade, no encontro da Avenida Rio de Janeiro com o calçadão. O objetivo da ação é impactar motoristas e pedestres e, a partir daí, atrair o público para abordagens educativas e distribuição de materiais informativos. A iniciativa, que volta a se repetir no dia 23, integra a programação do Maio Amarelo em Londrina.

A abertura oficial da campanha, que tem como apelo a conscientização sobre a violência no trânsito, ocorreu ontem (2). Na oportunidade, estudantes universitários, crianças, idosos, autoridades e parceiros do evento saíram em passeata pela avenida Paraná. Munidos de cartazes, faixas, bexigas, laços amarelos e outros adereços, eles pediram mais consciência e respeito no dia a dia das ruas.

Acompanhada de outras idosas, a moradora do jardim Piza, Tomiko Ebina, de 82 anos, teve um motivo a mais para se manifestar durante a caminhada. Em 1975, ela perdeu o irmão e a cunhada em um acidente de trânsito em Uraí, cidade do norte pioneiro. Um condutor alcoolizado atropelou o casal e mais um filho, o qual ficou paraplégico e desde então recebe os cuidados da tia.

Para ela, falta empatia e respeito ao pedestre. “Quando a gente está na rua e demora para atravessar a faixa, alguns logo gritam: tinha que ser velho! Outros têm compromisso e saem de casa em cima da hora, para daí andar com pressa pelas vias. Essas pessoas têm que acordar mais cedo e sair com calma, para não dirigir colocando a vida dos outros em perigo”, frisou.

O aluno da Escola Municipal Eugênio Brugin, Kauan Gabriel da Silva, de 9 anos, contou que, apesar da pouca idade, já conhece o drama das pessoas vítimas de acidentes. O noivo da irmã, que é motociclista, quebrou a perna e sofreu várias lesões nas duas vezes em que bateu a moto. “Ele se feriu porque muitos motoristas desobedecem as leis”, afirmou.

Na solenidade, o prefeito em exercício, João Mendonça, parabenizou os organizadores do Maio Amarelo e ressaltou a importância de ações educativos no trânsito que ajudam a conscientizar a população.

O diretor-presidente da CMTU, Marcelo Cortez, lembrou os 83 óbitos e as mais de 3 mil ocorrências registradas nas ruas de Londrina no ano passado. Ela ressaltou o papel educativo da companhia na orientação da comunidade, mas destacou que um trânsito mais seguro e humanizado depende de todos.

Já o presidente da Câmara de Vereadores, Ailton Nantes, disse que é hora de dar um basta na violência. Ele cumprimentou os organizadores do Maio Amarelo e convocou os diferentes setores da sociedade a, juntos, lutarem todos pela vida.

Maio Amarelo

Desenvolvida nacionalmente, a campanha visa unir poder público e comunidade na proposição de soluções para o grande número de mortes no trânsito que assola o país. Em Londrina, o foco das ações está nos motociclistas e pedestres. Daqui até o final do mês estão previstas blitze da Lei Seca, fiscalizações especiais, atividades de conscientização, entrega de brindes e outras iniciativas.

NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios