Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Agência de Notícias PR

O relatório do primeiro mês da Operação Verão Paraná 2013/2014, divulgado nesta quarta-feira (22), aponta redução de 10% no índice de roubos (de todos os tipos) se comparado com o mesmo período do ano passado, ou seja, caiu de 70 para 63 nesta temporada. O registro de notificações de trânsito urbano (dentro das cidades e balneários) aumentou em 99%. Foram 3.217 nos primeiros 30 dias desta temporada, contra 1.618 na anterior.

“A intensificação da fiscalização de trânsito é necessária para coibir o furto de veículos, a utilização de carros para o tráfico de drogas e para evitar a embriaguez ao volante, além de outras irregularidades ligadas ao crime”, explica o tenente-coronel Lanes Randal Prates, comandante do 9º Batalhão da PM e da Operação Verão Paraná 2013/2014.

Também teve redução o índice de furtos (simples e qualificado) em 5%, caindo de 252 casos no primeiro mês da temporada passada para 240, nesta. Apesar da perturbação do sossego ainda ser a contravenção que mais aciona os serviços da Polícia Militar, houve redução de 34% no índice, ou seja, de 496 casos no primeiro mês do ano passado passamos para 329 no mesmo período desta Operação Verão, e foram emitidos 150 Termos Circunstanciados por conta desta contravenção penal.

Nesta temporada, em relação à perturbação do sossego a tolerância está sendo zero, ou seja, a partir do momento que a PM é acionada segue até o local e apreende os aparelhos de som. “A PM está sendo dura com quem comete a incivilidade e a certeza da punição está fazendo com que seja reduzida a perturbação do sossego, por isso o índice reduziu tanto”, disse Prates.

Pulseirinhas

Um dado bastante positivo nesta operação, de acordo com o tenente-coronel, é o número de pulseirinhas distribuídas. “Em um mês de operação batemos o recorde deste material distribuído: 19.274 pulseirinhas contra 12.124 no mesmo período da temporada passada, um aumento de 59%. Além de termos um trabalho diferenciado, uma dupla de policiais entregando pulseirinha na areia, também acreditamos que está havendo maior conscientização da população sobre a importância do uso da identificação”.

Prisões

A Polícia Militar do Paraná prendeu no primeiro mês das ações 456 pessoas das 12.899 abordadas (no primeiro mês da temporada anterior foram abordadas 11.863 e presas 430), um aumento de 8% na abordagem e de 6% nas prisões; apreenderam 38 adolescentes (no mesmo período do ano passado foram 58), uma redução de 34% e 15 armas (no ano passado 13), um aumento de 15%, além de abordarem 5.345 veículos (no mesmo período anterior foram 5.119), um aumento de 4% dos quais 11 foram recuperados (no primeiro mês da temporada anterior foram 17).

“A ação preparatória da PM, realizada desde maio até o início da Operação Verão, contribuiu largamente para a redução de alguns índices como de apreensões de adolescentes e perturbação do sossego, e estas ações vão refletir até o final da temporada”, garante Prates. O tenente-coronel também lembra que não houve nesta temporada os tradicionais problemas como nas filas do ferry boat que neste ano foi bastante fiscalizado por policiais com motocicletas.

“No geral temos bastantes casos rapidamente solucionados, temos muitas ações preventivas e repressivas, o que está trazendo bastante tranquilidade à população no litoral”, enfatiza Prates. Para ele, além do trabalho intenso dos policiais militares, tem contribuído para o bom trabalho da PM a integração e apoio do Ministério Público, da Justiça e da Polícia Civil, além de outros órgãos expressivos no litoral. “É a Polícia que dá certo”, avalia o tenente-coronel. 

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios