Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Agência de Notícias PR

A Polícia Civil do Paraná prendeu de janeiro a dezembro de 2013, 8.495 suspeitos nas 376 cidades que fazem parte da Divisão Policial do Interior (DPI), segundo balanço divulgado nesta quarta-feira (29) pelo delegado-geral da Polícia Civil, Riad Braga Farhat, em entrevista coletiva concedida nesta quarta-feira (30), em Ponta Grossa, nos Campos Gerais.

A Divisão Policial do Interior é dividida em vinte subdivisões que englobam todo o Estado, exceto Curitiba e Região Metropolitana. As delegacias atendem uma população de 7.570.182 pessoas, o que representa 71% da população do Estado.

No ano passado, foram apreendidos 26,4 toneladas de entorpecentes pelas delegacias do Interior e Litoral do Estado. Do total, a maioria foi de maconha: 25,3 toneladas. Também foram apreendidos 824 quilos de cocaína, 287 quilos de crack; 4,2 quilos de haxixe, além de 8,9 quilos de outras drogas.

“Com o esforço do governador Beto Richa em atender as demandas da Polícia Civil pudemos chegar nesses resultados”, disse o delegado-geral. Ele destacou também que com o concurso para delegados, que está em fase final, os números de prisões e apreensões devem melhorar ainda mais. “Em 2014, com mais delegados vindos do concurso, a tendência é que os resultados sejam ainda bem melhores”, disse Farhat.

Também foram apreendidas 2.151 armas. “Cada arma desta apreendida pode representar um crime evitado”, afirma o delegado titular da DPI, Rogério Antonio Lopes.

CARROS - Outro número significativo do trabalho dos policiais da DPI é relativo à recuperação de carros roubados ou furtados. Dos 6.271 veículos roubados ou furtados em 2013, nas 376 cidades onde há delegacias da DPI, 3.265 foram recuperados e devolvidos a seus donos. Ou seja, 52% dos carros foram recuperados. 

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios