Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

{foto=30138}

“Precisamos exigir da autoridade policial que retire das manifestações públicas aqueles que se acovardam e procuram o anonimato para praticar atos de violência e brutalidade. Ou retiram suas máscaras e mostrem suas faces para participar dos atos de protesto, ou que fiquem detidos até o final das manifestações. Esta seria uma medida cautelar, para que esses mascarados não coloquem em risco a vida de pessoas que, democraticamente e pacificamente, ocupam as ruas na esperança de melhorar o País”.

Esta cobrança foi feita pelo senador Alvaro Dias, na sessão plenária de ontem (10), ao debater com outros senadores sobre a morte do cinegrafista Santiago Andrade, que veio a falecer após ter sido alvejado por um morteiro em uma manifestação no Rio de Janeiro.

O senador Alvaro Dias lembrou que os próprios manifestantes repudiam, nos atos de protesto, a presença de mascarados e black blocs, que acabam por desvirtuar o caráter pacífico das manifestações.

“Os manifestantes que participam de atos de protesto em todo o País não aceitam faixas ou bandeiras de partidos políticos ou movimentos sociais, e fazem muito bem, para que não seja partidarizada a manifestação. Então, seria muito mais adequado arrancar as máscaras pretas do rosto desses black blocs ou sejam lá quem forem os mascarados. Esses mascarados estão sempre à a frente para agredir a polícia, para depredar o patrimônio público e privado, portanto, a autoridade policial tem sim condições de prendê-los, no ato. Seria uma atitude de legítima defesa do movimento pacífico e da democracia”, afirmou o senador, manifestando o seu repúdio pela violência que vitimou o cinegrafista Santiago Andrade.

(Portal Álvaro Dias)

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios