Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

O governador Beto Richa inaugurou nesta terça-feira (19) a nova sede do Instituto Médico Legal (IML) de Maringá, no Noroeste do Estado. A unidade, que é responsável pelo atendimento de 27 municípios da região, recebeu investimento de mais de R$ 4 milhões do Governo do Estado, entre a obra e equipamentos.

Desde o início de janeiro, o atendimento já está sendo realizado na nova sede, que fica na Rua Dom Pedro I, na Vila Ipiranga. O IML de Maringá funcionava desde 1975 no espaço que foi ocupado até o final de 2015. 

Richa lembrou que há tempos a população de Maringá e região aguardava por uma estrutura melhor do Instituto Médico Legal, com atendimento de mais qualidade e mais digno. “Essa nova sede deveria ter sido inaugurada no ano passado, mas foi um ano de dificuldade, de ajuste fiscal. Agora entregamos essa obra, que representa o respeito do Governo do Estado às famílias que necessitam desse serviço, justamente em momentos em que estão mais fragilizadas”, disse Richa. 

O governador disse que, quando assumiu o governo em 2011, uma das dificuldade enfrentadas na área da segurança pública era com os IMLs do Estado. “Falta de estrutura, de equipamentos, de câmaras frigoríficas. Hoje estamos entregando a sede de Maringá, a unidade de Londrina já está com 80% das obras concluídas e a nova estrutura de Curitiba será inaugurada ainda neste ano”, explicou. 

MODERNA E ADEQUADA – A nova sede de Maringá tem 1.390 metros quadrados, é totalmente adequada às normativas vigentes de tratamento de esgoto, conta com todas as licenças ambientais necessárias para o desenvolvimento da atividade, além de uma sala de perícias de 120 metros quadrados, com mesas e equipamentos novos. 

As instalações possuem também 18 câmaras frias e uma recepção com 80 metros quadrados e 40 acentos, ar-condicionado, banheiros, bebedouros e um auditório com 80 lugares para palestras e parcerias com universidades. No segundo piso, está prevista a construção de laboratórios de toxicologia. 

HUMANIZADO - A vice-governadora Cida Borghetti ressaltou que o governo estadual não mediu esforços para que a estrutura pudesse abrigar todos os equipamentos modernos. “O corpo técnico, os médicos legistas têm um ambiente melhor, mais moderno e adequado para atender às famílias que sentem o coração apertado na despedida de seus entes queridos e que precisam de um tratamento mais carinhoso, mais afetuoso, em um ambiente mais organizado”, afirmou ela.

A importância do atendimento humanizado foi ressaltada, também, pelo secretário de Estado da Segurança Pública e Administração Penitenciária, Wagner Mesquita. “Temos agora em Maringá um espaço mais apropriado, com mais qualidade no trabalho para o nosso pessoal. As demandas são sensíveis”, disse ele, lembrando que, além de falecimento de um ente querido, as famílias precisam do IML, também, em situação de crimes sexuais ou lesões por agressão. 

O diretor do IML de Maringá, Maycon Oliveira, disse que na estrutura será desenvolvida, também, a parte educacional. “Temos estrutura para atender alunos de medicina, enfermagem, farmácia, psicologia, direito, educação física. Temos auditórios para aulas”, disse ele. 

PARANÁ SEGURO - A melhoria das estruturas dos IMLs faz parte das ações do programa Paraná Seguro, que abrange a contratação de novos profissionais para as polícias Militar, Civil e Científica, novas viaturas, investimento em inteligência, operações sistemática de combate às drogas e prisão de traficantes. 

O governo estadual, afirmou Richa, estuda a contratação de mais profissionais para a Polícia Científica. “A Polícia Científica já recebeu investimentos nos últimos cinco anos”, disse. “A Segurança Pública do Paraná foi avaliada por estudo criterioso como a melhor do Brasil, com redução significativa da taxa de homicídio, elucidação e redução de crimes. Mas, nós queremos avançar ainda mais, porque na minha avaliação e na dos paranaenses ainda estamos longe da situação ideal”, afirmou Richa.

PRESENÇAS – Participaram da inauguração o presidente da Sanepar, Mounir Chaowiche; o secretário de Estado do Planejamento, Sílvio Barros; o delegado-geral da Polícia Civil, Júlio Reis; o diretor-geral do IML, Carlos Alberto Peixoto, e os deputados estaduais Maria Vitória, Evandro Júnior e Doutor Batista. 

AEN

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios