Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

O governador Beto Richa nomeou nesta terça-feira (16) mais 2.884 novos profissionais para reforçar a segurança pública no Paraná. São 2.212 policiais militares, 608 bombeiros militares e 64 delegados. Richa afirmou que o reforço do contingente policial e das investigações reflete diretamente na diminuição dos índices de criminalidade. Com a nomeação, ultrapassa a marca de 10 mil policiais civis e militares contratados desde 2011. “Investimos na área de segurança pública ao longo de toda a gestão. Contratamos mais policiais, compramos novas viaturas e equipamentos mais modernos e garantimos condições de trabalho mais adequadas aos policiais e ao planejamento de segurança em todo o Estado”, afirmou o governador na solenidade, realizada em frente ao Palácio Iguaçu, em Curitiba. 

“Com a ampliação de profissionais e equipamentos, fizemos prisões sistemáticas em todo o Paraná. São criminosos retirados de circulação e grande número de drogas apreendidas em todas as regiões, em especial no Oeste do Estado, na fronteira internacional que é a porta de entrada das drogas e do armamento pesado para o resto do País”, destacou Richa. “Avançamos bastante e melhoramos significativamente os índices de segurança em todo Estado.” 

O governador disse que precisou esperar para convocar a nova turma de policias devido ao limite prudencial de gastos com funcionalismo. “Como contratamos muitos servidores, como professores e policiais, atingimos o limite prudencial, que é quase uma infração à Lei de Responsabilidade Fiscal. Agora, com ajuste fiscal, a situação está mais tranquila”, ressaltou.

PARANÁ SEGURO – O aumento do efetivo das forças de segurança faz parte do Paraná Seguro, programa estratégico do governo estadual, implantado em 2011, que reúne o maior investimento em segurança pública da história do Estado. Além da contratação dos profissionais, foram adquiridas 1.500 novas viaturas e novos equipamentos para melhor aparelhar a polícia. 

O programa também inclui investimentos em inteligência e operações sistemáticas da polícia para apreensão de drogas e prisão de traficantes.

PRESENÇA E INTELIGÊNCIA - O secretário de Estado da Segurança Pública e Administração Penitenciária, Wagner Mesquita, afirmou que a contratação dos novos profissionais renova as instituições que atuam na área. “A tecnologia auxilia no trabalho, é uma ferramenta importante, mas nada substitui a atuação dos profissionais de segurança pública, de sua presença, inteligência e seu compromisso com a população”, disse Mesquita. “As polícias Civil e Militar e o Corpo de Bombeiros são movidos por pessoas e precisam deste comprometimento profissional", ressaltou

FORMAÇÃO – Os bombeiros e policiais militares passaram em concurso público feito em 2013, no qual mais de 120 mil pessoas se inscreveram. Eles foram convocados em dezembro de 2015. Agora nomeados, iniciam até o final deste mês o Curso de Formação de Soldados em cinco diferentes regiões do Estado.

O comandante-geral da Polícia Militar do Paraná, coronel Maurício Tortato, explicou que o curso irá formar soldados preparados para atuar junto à comunidade. “É uma formação absolutamente técnica, profissional e humanística, pautada no compromisso que temos com a sociedade, os direitos humanos e a cidadania”, declarou. “A Polícia Militar recebe esses profissionais de braços abertos, dentro do compromisso de propiciar a preservação da ordem pública para a sociedade.”

Curitiba receberá para o treinamento 798 PMs e 331 bombeiros; Londrina 396 PMs e 37 BMs; Maringá 355 PMs e 37 bombeiros; Ponta Grossa 226 PMs e 37 bombeiros e Cascavel 497 PMs e 166 bombeiros. 

A capacitação tem duração de 1.500 horas/aula e deve prosseguir até o final do ano. A partir do mês de agosto, os novos policiais iniciam os estágios probatórios nas ruas, com a supervisão de policiais mais experientes. Os profissionais passarão a atuar nas regiões onde fizeram sua formação.

POLÍCIA CIVIL – De acordo com o delegado-geral da Polícia Civil do Paraná, Júlio Reis, com esta nomeação, as contratações feitas pelo governo Beto Richa formam 40% dos profissionais da corporação. Os novos delegados fazem parte da segunda turma do concurso convocada pelo governador. Em junho de 2014, Richa chamou outros 66 delegados.

“É um forte reforço no número de delegados, que assumem a presidência dos inquéritos, a coordenação das investigações o que reflete em mais segurança para a população paranaense”, destacou Reis. “Com isso, todas as comarcas do Paraná terão delegados após o curso de formação destes profissionais, que dura em torno de 90 dias, e locais de maior criminalidade terão também um reforço”, completou o delegado-geral. 

As cidades para as quais serão designados os 64 novos delegados serão definidas pela Polícia Civil, assim como o início do curso e a carga horária na Escola Superior da Polícia Civil. Os profissionais irão reforçar as delegacias especializadas da capital, as Delegacias da Mulher e as subdivisões policiais no interior do Estado.

Eles também poderão integrar as comarcas do interior que não têm um delegado designado: São João do Triunfo, Mallet, Palmas, Clevelândia, Altônia, Santa Izabel do Ivaí, Cambará, Manoel Ribas, Iretama, Campina da Lagoa, Grandes Rios, Marilândia do Sul, Cândido de Abreu, Ampére, Nova Aurora, Terra Roxa e Santa Helena.

PRESENÇAS – Participaram da solenidade a vice-governadora Cida Borghetti, o presidente da Assembleia Legislativa do Paraná, Ademar Traiano; as secretárias do Trabalho e Desenvolvimento Social, Fernanda Richa; da Administração e Previdência, Dinorah Nogara; o chefe da Casa Militar, coronel Adílson Castilho Casitas; o secretário da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, João Carlos Gomes; o comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Juceli Simiano Junior, e os deputados estaduais Luiz Cláudio Romanelli, Plauto Miró, Fernando Scanavaca, Tiago Amaral, Cristina Silvestri, Cobra Repórter, Mauro Moraes, Márcio Nunes, Artagão Junior, Guto Silva, Alexandre Curi, Élio Rush, Jonas Guimarães, Francisco Buhrer e Doutor Batista. 

AEN

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios