Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Objetivo é aprimorar os mecanismos de atendimento e acolhimento às mulheres vítimas de violência; serão quatro encontros em Londrina

O Escritório Regional Londrina da Secretaria de Estado da Justiça, Família e Trabalho (SEJUF) e a Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres (SMPM) realizam, a partir desta quarta-feira (14), a Jornada em Políticas Públicas de Enfrentamento da Violência Contra as Mulheres. O evento é promovido pela primeira vez e tem como finalidade capacitar profissionais da rede socioassistencial de 19 municípios da região de Londrina.

No curso, os participantes receberão suporte com referenciais teóricos, metodológicos e legais que contribuam para a sensibilização e identificação dos casos de violência contra a mulher, para o adequado atendimento e acolhimento das vítimas e para a garantia de intervenções pautadas nos princípios da transversalidade das políticas públicas e da humanização do atendimento.

A primeira aula da capacitação será nesta quarta-feira (14), às 8h30, na sede do Instituto Agronômico do Paraná (IAPAR), localizada na Rodovia Celso Garcia Cid, 375. O encontro será conduzido pelas docentes da UEL, doutora Silvana Mariano, do Departamento de Ciências Sociais, e Sandra Lourenço, do Departamento de Serviço Social. Elas apresentarão uma abordagem teórica sobre o assunto, discutindo os conceitos de gênero, violência e políticas públicas. Está prevista a participação de 80 profissionais, incluindo servidores da Assistência Social, Saúde e outras pastas de cada uma das cidades envolvidas.

A Jornada terá quatro encontros ao todo, totalizando 32 horas aula que serão ministradas pela equipe da Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres. As três outras datas serão nos dias 11 de setembro, 9 de outubro e 13 de novembro.

Serão abordados os seguintes conteúdos: os princípios e diretrizes das políticas públicas de enfrentamento à violência contra as mulheres; marcos teóricos, históricos e legais; Lei nº 11.340 (Lei Maria da Penha); Lei nº 13.104/2015 (Lei do Feminicídio); reconhecimento e abordagem da violência contra as mulheres; acolhimento e escuta qualificada; a estratégia do trabalho em rede para o enfrentamento da violência contra as mulheres.

Para a secretária municipal de Políticas para as Mulheres, Nádia Moura, a oportunidade de realizar a proposta de capacitação reflete o reconhecimento da experiência acumulada nesta área no município de Londrina. “Nossa cidade foi uma das primeiras do Brasil a implantar um Centro de Referência de Atendimento à Mulher. Com mais de 25 anos de funcionamento do serviço, além do atendimento direto às mulheres em situação de violência, temos investido muito na capacitação de profissionais e no fortalecimento do trabalho em Rede. É importante que os profissionais dos diversos serviços da rede socioassistencial estejam preparados para reconhecer os sinais de violência e para o encaminhamento das vítimas aos serviços de apoio e proteção”, comentou.

A chefe do Escritório Regional de Londrina da SEJUF, Deise Tokano, contou que a cidade foi escolhida para sediar a Jornada por ser o município de referência da região e pioneiro no Brasil em políticas públicas voltadas especificamente para a área dos direitos das mulheres. “Pela trajetória de valorização dessas políticas, Londrina será importante para capacitar vários municípios menores  que carecem de estrutura e não contam com mecanismos próprios de atendimento com foco para atender as mulheres”, frisou.

Deise ressaltou que o curso irá trazer muitos benefícios aos participantes, que serão qualificados para terem um olhar mais apurado sobre como funciona a rede de atendimento, podendo multiplicar os conhecimentos e levar a teoria para a prática. “Serão abordados conceitos e conhecimentos que poderão ser trabalhados pelas prefeituras. Queremos, também, fortalecer os trabalhos integrados feitos pela SEJUF em parceria com a Prefeitura de Londrina e outras instituições da cidade”, completou.

NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios