Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

O Governo do Paraná contratou mais 2.223 novos policiais e 210 bombeiros militares para reforçar a segurança em todo o Estado. Nesta quarta-feira (20), o governador Beto Richa esteve em Londrina para receber os 400 novos policiais que atuarão no próprio município e em Jacarezinho, Apucarana, Rolândia, Cornélio Procópio, Ivaiporã e Arapongas. Na solenidade foram apresentados, também, os 26 novos bombeiros para Londrina e Maringá.

Governador Beto Richa recebe em Londrina, 400 novos policiais que atuarão no próprio município e em Jacarezinho, Apucarana, Rolândia, Cornélio Procópio, Ivaiporã e Arapongas. Na solenidade foram apresentados, também, os 26 novos bombeiros para Londrina e Maringá.

O aumento do efetivo faz parte das ações do programa Paraná Seguro. De 2011 para cá, o governo estadual contratou 5.500 novos policiais militares e civis. “É a maior contratação da história do Estado”, afirmou o governador Beto Richa, na solenidade em Londrina, com a presença do secretário estadual da Segurança, Cid Vasques; do comandante-geral da Polícia Militar, coronel César Vinícius Kogut, e do prefeito de Londrina, Alexandre Kireeff.

“Com as ações do governo estadual na área de segurança todas as regiões do Estado tiveram redução na taxa de criminalidade, de homicídios e apreensão de grande volume de drogas”, afirmou o governador. Ele ressaltou que foram realizados investimentos vigorosos, tanto na contratação de novos policiais como em melhoria das condições de trabalho, como a aquisição de viaturas, equipamentos e treinamentos, para todos os municípios.

Richa ressaltou a redução no número de homicídios dolosos na região que abrange Londrina, que chegou a 43% nos primeiros nove meses de 2013, em comparação com o mesmo período de 2012. No Estado, resultados preliminares da Secretaria de Estado da Segurança Pública apontam redução de 17,45% neste mesmo período. Na comparação com 2010, o índice de redução chega a 23,4%.

O governador citou outras importantes ações para a área de segurança de Londrina e região. Foi instalado o Grupamento Aeropolicial-Resgate Aéreo (Graer), uma nova Delegacia de Homicídios e uma nova sede do 2º Comando Regional da Polícia Militar. Também foi implantada a Unidade Paraná Seguro (UPS) na Vila União da Vitória.

“O que acontece em Londrina é um exemplo para todo o Estado. Serão incorporados novos policiais em todas as regiões”, afirmou o secretário da Segurança, Cid Vasques. “No caso de Londrina, a Polícia Militar e a Polícia Civil receberam 55 novas viaturas e já foram colocados nas ruas mais 300 policiais”, disse o secretário.

O prefeito de Londrina, Alexandre Kireeff, afirmou que os novos policiais e todos os investimentos em segurança pública realizados no município e região geram resultados positivos para a população. “O Governo do Estado pode contar com a prefeitura de Londrina para ações complementares e esses investimentos”, afirmou Kireeff.

POLICIAMENTO – O comandante geral da PM, coronel Cesar Kogut, disse os novos soldados serão destinados a todas as unidades da polícia militar de Londrina. Dos 400 novos policiais, 170 atuarão em Londrina. Os municípios de Jacarezinho, Apucarana, Rolândia, Cornélio Procópio e Ivaiporã receberão, cada um, 40 novos policiais. Outros 30 irão para Arapongas.

“Esse reforço representa fôlego, principalmente no interior”, afirmou o comandante da PM. “Os novos policiais e bombeiros passam por treinamento adequado, decente e de acordo com o que espera a população e também de acordo com a preocupação do governo”, afirmou Kogut.

Os policiais terão um ano de formação. A etapa teórica é de seis meses e abrange todas as áreas de atuação – ações policiais, trânsito, ambiental e socorros. Depois, eles passam por estágio supervisionado já nas ruas, nas cidades onde irão atuar, aprimorando o treinamento em policiamento comunitário.

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios