Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

A Instituição de ensino recebeu o prêmio ABES- PR por sua contribuição no desenvolvimentos de soluções estruturais para o saneamento ambiental

Na última semana, o ISAE Escola de Negócios, uma das principais instituições de ensino do Brasil,  recebeu o prêmio ABES-PR 2017/2018, entregue anualmente pela Associação Brasileira de Engenharia Sanitário e Ambiental. A solenidade destacou os esforços de iniciativas e instituições por serviços relevantes prestados à comunidade em prol da sustentabilidade e saneamento ambiental.

Premiado na categoria “instituição privada”, o ISAE foi reconhecido pela importante contribuição oriunda do trabalho desenvolvido pelos professores do Programa de Mestrado Profissional em Governança e Sustentabilidade, Gustavo Possetti e Cleverson Andreolli, no Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Estações Sustentáveis de Tratamento de Esgoto (INCT ETEs Sustentáveis), criado com o intuito de se tornar um centro de referência nacional e internacional para questões relacionadas ao tratamento de esgoto sanitário e formado por sete das mais importantes instituições de ensino e pesquisa na área de saneamento básico no Brasil: UFMG (líder), UFC, UFMS, UFPE, UFRJ, USP e ISAE/FGV. Entre as competências do ISAE dentro do instituro estão transferência de conhecimento para o setor empresarial e governo,  pesquisas básicas e aplicadas para o desenvolvimento de sistemas integrados e sustentáveis de tratamento de esgoto, com recuperação e valoração dos subprodutos do tratamento.

Para Norman de Paula Arruda Filho, presidente do ISAE Escola de Negócios, o prêmio reafirma a necessidade de comprometimento de empresas privadas com oinvestimento em mudanças estruturais e desenvolvimento urbano da comunidade. “Nós brigamos pelo reconhecimento do saneamento com uma condição básica ao desenvolvimento do país. Ao falarmos de saneamento, estamos falando de saúde pública; estamos falando em gestão pública orientada à um processo, à uma dinâmica, que possa fazer que o saneamento ocupe seu verdadeiro papel no desenvolvimento social do país”, declara.

Caroline Rodrigues/Asimp

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios